Toque esquizomusicais: Discos Marcus Pereira

Música como Arte

A música, assim como as outras artes, é produzida a partir da emergência do compositor em um espaço liso, onde o artista mergulha meio a palavras e imagens já constituídas para a partir delas tecer o novo, a criação. Esta produção sonora também pode ser composta do encontro entre pessoas que possuam elementos comuns.

No entanto a arte de produzir música é confundida com uma produção industrial ou com sua radiodifusão. Sendo assim a música passa a ser apenas uma mercadoria.  O problema não é no entanto vender a música afinal como diria João do Vale “Todos precisam viver”. Mas falsear uma produção musical para que esta tenha um elemento de alcance das massas sabendo que o afeto resultante desta composição só diminui e limita a potência de agir.

Música no Brasil

No Brasil, a produção musical foi engendrada a partir do encontro entre os sons trazidos pelos escravos da África; dos cantos e rituais ameríndios latino-americanos; música trazida pelos imigrantes (holandeses, portugueses, espanhois, alemães, etc). Desta miscigenação engendrou-se vários ritmos musicais e  danças como samba, baião, xote, maracatu, frevo, lundu, tambor de criola, o fandango, chegança, bumba-meu-boi, reisado, ciranda, carimbo, maculelê, cateretê, siriri, etc. A maioria destas músicas e danças regionais permanecem vivas na existência e produção de muitos brasileiros. Porém passou muito tempo desconhecido.

Durante os anos 60, época que rolou a ditadura militar, o conceito de musica que era mostrado ao povo era afunilado pela censura militar. O que restava dela era muitas vezes musicas  copiadas dos estilos americanos em voga na época. A bossa nova que se baseou principalmente no cool jazz; a jovem guarda na acefalidade do iê-iê-iê (inclusive copiando letras e melodias); a tropicália no rock and roll americano.

“O Jogral” e os Discos Marcus Pereira

Tendo este cenário musical como base e cansado da população não conhecer a produção brasileira de música, o músico Luis Carlos Paraná e Marcus Pereira decidiram fundar o bar “O Jogral”  por volta de 1966.O bar foi muito mais do que um recanto de boêmios ou um espaço de trabalho em remunerado para os músicos, e sim “um mini-templo da cultura brasileira” . Lá tocaram artistas de renome como Luiz Gonzaga, Adoniran Barbosa, Zé Keti, Ismael Silva, Araci de Almeida, Clementina de Jesus, Lupicínio Rodrigues,Maysa, Duke Elligton, Sarah Vaughan, Oscar Peterson, etc além de consagrar alguns outros desconhecidos como Martinho da Vila, Paulo Vanzolini, Papete, Leo Karan, Jorge Ben Jor. Em 1967 quando o Jogral andava em vento em polpa, Marcus Pereira teve a idéia de gravar um disco para dar de brinde de final de ano de sua empresa de publicidade. Como não havia muita experiência e dinheiro o disco foi subsidiado pela Finasa (cliente da empresa de Marcus) e teve musicas de Paulo Vanzolini gravados por outros artistas,  como Chico Buarque, Claudia Morena, Luis Carlos Paraná, Maurici Moura, etc .Este disco embora em tiragem limitada fez grande sucesso e repercutiu na mídia.

Em 1968, com a mesma idéia de produzir um disco brinde, o Jogral patrocinou um disco e usou como selo o próprio Jogral, que depois passaria ao acervo da Discos Marcus Pereira. O disco escolhido “ Brasil, flauta, cavaquinho e violão” foi concebido como um disco de choro e contou  com um time de mestres: Manuel Gomes (flauta), Benedito Costa (cavaquinho), Adalto Santos e Geraldo Cunha (violão) e Fritz (pandeiro).

Com o tempo e o gosto pela música, Marcus Pereira deixou a profissão de publicitário pois queria se dedicar a música brasileira, que praticamente era inexistente no mercado fonográfico dominado pelo capitalismo avassalador das grandes companhias (multi) nacionais. Em 1973, Marcus Pereira com as dificuldades que estavam ocorrendo no Jogral após a morte de Luís Carlos Paraná e principalmente com a viúva de Carlos Paraná, Martha Paraná, Marcus Pereira decidiu comprar o Jogral e finalmente fundar a Discos Marcus Pereira. O jogral ficou a partir daí na direção de José Eduardo Costa.

Pelo que se tem registro a Discos Marcos Pereira produziu por volta de 144 discos .  Dentre os artistas que passaram pelo selo a maioria nunca tinha gravado um disco, como no caso de Angenor de Oliveira, o Cartola, um dos fundadores da Mangueira e da cena do samba que trabalhava lavando carros ao ser chamados pra gravar seu primeiro LP aos 66 anos. Outros artistas que passaram pela gravarora foram Abel Ferreira, Altamiro Carrilho, Banda de Pífanos de Caruaru, Canhoto da Paraíba, Carlos Poyares, Carmem Costa, Cartola, Celso Machado, Chico Buarque, Chico Maranhão, Clementina de Jesus, Dercio Marques, Dona Ivone Lara, Donga, Elba Ramalho, Elomar, Evandro do Bandolim, Jane Duboc Luperce Miranda, Luis Carlos Paraná, Nara Leão, Noel Guarany, Orquestra Armorial, Papete, Paulo Marquez, Paulo Vanzolini, Quinteto Armorial, Quinteto Villa-Lobos, Renato Teixeira, Roberto Silva, Tia Amélia, Velha guarda da Portela, Walter Smetak e muitos outros.

Infelizmente devido as grave recessão econômica, Marcus teve que fazer um acordo com a Copacabana discos e mais adiante por problemas de dívidas no início dos anos 80, a o recanto da potência da música brasileira fechou suas portas assim como o Jogral também havia feito. O catálogo com todas as obras ironicamente acabaram na mão dos estrangeiros da gravadora EMI (talvez apodrecendo). Algumas coisas foram lançadas em cd pela alemã ABW. E Marcus Pereira não achando mais linhas de corte para superar suas dividas, desilusões e ver o país em uma crise político-econômica escolheu continuar seu trabalho por aí em outros mundos. Afinal como ele mesmo escreveu no seu livro “Música está chegando a vez do povo. 1. A história do Jogral” em 76: “nós estamos fazendo”.

A maioria das datas e informações foram retiradas  do livro citado acima lançado pela editora Hucitec que é uma importante fonte de pesquisa e está esgotado. Mas ainda acha para comprar esta e outras obras de Marcus. Abaixo alguns links para baixar alguns da Discos Marcus Pereira. Pode divulgar também. Agradeço aos blogs pelo seu trabalhos com a música brasileira e pelos links Poerias e cantosSom Barato, Raridades Marcus Pereira, Loronix. Clique no nome do albúm para baixar e descompacte usando o brazip ou winrar. Os arquivos que estiverem em torrent (apenas 3 dos discos) você precisa baixar o Utorrent para baixar. Vamos ainda colocar em post separado a coleção “Musica Popular do Brasil”.

Por erro de pesquisa alguns discos que não são da “Discos Marcus Pereira” foram colocados aqui como se fossem. Mas mantemos e deixamos a respectiva gravadora entre parenteses

11_08_2009_11_39_56

Leci Brandão- Antes que eu volte a ser nada

1967_vanzolini

Paulo Vanzolini- Onze Sambas e uma capeira (1967)

1974AMúsicaDePauloVanzolini

Carmem Costa e Paulo Marques- A musica de Paulo Vanzolini

1980Banda+de+Pífanos+de+Caruaru

Banda de Pifanos de Caruaru- A bandinha vai tocar

brasil sax clarineta

Abel Ferreira- Brasil Sax e Clarineta

brasil seresta

Carlos Poyares -Brasil Seresta

brasil trombone 

Raul de Barros – Brasil Trombone

Capa 

Mapa musical- LP 1

Mapa musical- LP 2

Capa - Na Quadrada das Águas Perdidas - 1979 

Elomar- Na quadrada das águas Perdidas

Capa - Parcelada Malunga - 1981

Elomar & Arthur Moreira Lima – Parcelada Malunga

cartola4 

Cartola – Cartola (1976)

cartola74 

Cartola – Cartola (1974)

cd_papete 

Papete- Bandeira de aço

Cópia de capa 

Paulinho Nogueira- Nas asas do moinho (ARLEQUIM)

DongaAmusicadeDonga-FRONT 

Donga- A música de donga

flauta 

Manuel Gomes Regional-Brasil Flauta Cavaquinho e Violão

EleMesmo-image011

Paulo Vanzolini- Por ele mesmo(…)

flauta bandolim 

Evandro e seu Regional- Brasil Flauta Bandolim e Violão

marcusvinicius

Marcus Vinicius- Nordestino

papete

Papete- Berimbau e Percussão

Ponto de Partida

Sérgio Ricardo- Ponto de Partida

TiaAmelia-image016

Tia Amélia- A Bênção

smetak

Walter Smetak (DESCONHECIDO)

todo choro

Todo o choro

Brasil Violão (Celso Machado, 1978)

Celso Machado- Brasil Violão

TUOV - Capa

Teatro União e olho vivo- Bumba meu Queixada

Musikantiga 2

Musikantiga 2

alma garra e melodia 

Noel Guarany- Alma garra e melodia

Dolores Duran- Reconstituição com Orquestra e Coro em 16 canais

DI01520

Altamiro Carrilho e Carlos Poyares- Pixinguinha de novo

Ari Barroso- Encontro com Ari Barroso (CONTINENTAL)

 

Canhoto da Paraíba- O Violão Brasileiro tocado pelo avesso

Quinteto Armorial- Do Romance ao Galope nordestino

 

Sete Flechas

Quinteto Armorial- Sete Flechas

23 Respostas to “Toque esquizomusicais: Discos Marcus Pereira”

  1. 300discos Says:

    Muito bacana esse seu post. Temos de divulgar, ao máximo, o trabalho do Marcus Pereira, que é ESPETACULAR! Vou baixar tudo o que eu ainda não tenho e ouvir com a calma que as obras merecem.

    Abração,

    300.

  2. esquizofia Says:

    Valeu 300
    O teu trabalho de catalogação também é bacana.
    Esta semana vamos ter mais uma do Marcus Pereira… Como diria Gonzaguinha, calma, muita calma a gente consegue o que quer… Marcus foi um destes que foi tecendo as linhas com sua potência e deixando alegria e coerência.
    Abraços pereirantes

  3. Toque Esquizomusicais: Música Popular do Brasil- Discos Marcus Pereira « Says:

    […] da indústria sonora tratar a música brasileira: com amor, paixão e ginga. Como já escrevemos neste blog esquizófico, a gravadora provem da vontade de Marcus compartilhar com o Brasil a música que sempre foi nossa, […]

  4. carlão Says:

    fenomenal!!! esquizofia, é belo ver respeito e consideração pela obra do guerreiro brasileiro que sempre será para nós (poucos, infelismente…) marcus pereira. daqui 30 anos, eu quero ainda estar rememorando e comentando sobre ele, e sobre os 2 artigos que você publicou aqui.

    belo levantamento.

  5. arthur augusto ribeiro Says:

    muito booooooooooooooooooooooooooooooooom

  6. esquizofia Says:

    Valeu carlão e arthur…
    Não se preocupa que sempre estaremos na divulgação da música brasileira como aumento da potência coletiva de agir…
    Abraços e curta o Viva o Vinil

  7. sandra scapin Says:

    FANTÁSTICO! Só uma questão: o link do sombarato não está funcionando, e eu queria muuuuiiiiiiiito baixar o disco do Sérgio Ricardo… Seria possível linká-lo no 4Shared? Obrigada…

  8. esquizofia Says:

    Vou dar uma procurada ver se este arquivo já está em http.

  9. augustotm Says:

    pelo jeito TODOS os links já não estão mais ativos. uma pena…

  10. esquizofia Says:

    Augustiniano
    Estamos organizando uma renovação destes links RS. Eles haviam sido pegos em sitios externos
    Abraços afinados

  11. Flabbegast Says:

    Boa tarde
    Que felicidade achar seu texto aqui. Gostaria te informar que estou preparando alguns esses Discos Marcus Pereira pra colocar no meu blog (Flabbergasted Vibes). Todos foram em 320kbs e FLAC Lossless, com arte escaneado (ou, no case de vinil, fotografado).

    Vou procurar o livro que vc indicou (de HUCITEC) pq gostaria conhecer a discografia mais ampla desse selo superinteresante. Me lembro que meu primero encontro com D.Marcus Pereira era as gravações de Cartola.

  12. esquizofia Says:

    Valeu Flab.
    Este texto que escrevemos é um pedaço da memória pereiriana. Vamos colocar teu blog nos nossos links e depois atualizamos alguns discos.
    Abraços esquizos

  13. Vanessa Says:

    Olá, gostaria muito de poder baixar o LP “Urbana” do Léo Karan, mas parece que não está na lista.
    Obrigada

  14. 300discos Says:

    Oi Esquizofilia,

    estou em dúvida com relação a alguns discos que você classifica como sendo da Marcus Pereira. Sei que alguns dos discos que sairam pela Marcus Pereira também saíram por outras gravadoras, mas não encontrei em lugar nenhum (além daqui) a informação que eles saíram pela Marcus Pereira. De onde você obteve a informação sobre os discos a seguir?

    1) Paulinho Nogueira – Nas Asas do Moinho – Gravadora: Arlequim;
    2) Paulo Vanzolini – Por ele mesmo – Gravadora: Eldorado;
    3) Ary Barroso – Encontro com Ary – Gravadora: Copacabana;

    Me parece que o disco do Smetak que saiu pela Marcus Pereira não é o que você apresenta aqui, mas o INTERREGNO – Walter Smetak e Conjunto Microtons, 1980.

    Me desculpe a encheção de saco, mas é que estou no momento recolhendo tudo o que saiu pela Marcus Pereira e encontrei essas inconsistências.

    Obrigado e um abraço,

    300

  15. esquizofia Says:

    Vanessa, busquei este album também e nunca achei… E parece difícil achar o LP pra venda.

    300 nestes 3 que você citou acho que me equivoquei… Na época de levantamento acabei me confundindo mesmo… vou editar colocando as respectivas gravadoras…. Quanto ao Smetak, eu não saberia te dizer…. Caso não seja ajeitarei também… Abraços

  16. carol ribeirinha Says:

    ainda tenho alguns vinis, cd… uma parte da coleção.
    adorei a iniciativa! vou divulgar…

    • esquizofia Says:

      Valeu Carol.
      Esta lista está bastante primária. Depois desta pesquisa consegui achar vários outros e baixar graças aos blogs 300discos, forroemvinil, abracadabra, um que tenha e muitos outros…
      Na verdade muitos outros LPs foram ripados… Se você tiver algum e quiser também contribuir na listagem, maravilhas…
      Abraços esquizos

  17. Valdir Says:

    Como faço pra baixar algumas músicas da regiao centro oeste – trabalho escolar. Nao consigo. Poderia me ajudar?
    Valdir

  18. COLEÇÃO DISCOS MARCUS PEREIRA COMPLETA EM TORRENT | Says:

    […] já haviamos escrito anteriormente sobre sua história, os Discos Marcus Pereira são uma grande contribuição deste publicitário, musicólogo e amante […]

  19. rg slemer Says:

    Ola. O link do disco musikantiga não esta mais valido. Poderia por gentileza disponibilizá-lo uma vez mais? Obrigado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: