Notas em Djingousbéus

  • No Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de janeiro está bolando a mostra “Horror no Cinema Brasileiro” que tras os clássicos horripilantes do nosso Cinema além dos famosos terrirs, veja só a programação recheada: O Jovem Tataravô (1936), de Luiz de Barros; A Força Dos Sentidos (1979), de Jean Garrett;  dentro da obra de Ivan Cardoso temos entre outros As Sete Vampiras (1986), Enigma Para Demônios (1975), de Carlos Hugo Christensen e À Meia Noite Levarei Sua Alma (1964)  dentre outros clássicos de José Mojica Marins, o Zé do Caixão.


  • Já no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo  está aberta até o dia 31 de janeiro a exposição “Saint-Étienne Cité du Design”, que traz um debate sobre a cidade que é famosa por seu design e arquitetura.

  • Em Paris um tribunal de direitos autorais deu uma facada nas costas do Google devido ao site publicar textos e livros inteiros digitalidados para serem lidos gratuitamente. Com isso o Google vai ter que pagar uma indenização gorda para várias editoras francesas.

  • Depois da Origem das Espécies agora é a vez da primeira edição de “Alice no Espelho” ir a leilão, arrebatando US$115 mil. O exemplar vendido teria sido um presente do escritor Lewis Carrol pra filha de um amigo Alice, que inspirou os livros.

  • Neste fim de semana passado o cineasta Fábio Barreto sofreu um acidente de carro e foi internado na UTI em um hospital do rio.Após uma cirurgia seu quadro ainda é preocupante. Barreto é o diretor de cinema de “Lula, o filho do Brasil

  • Embora o novo disco do Radiohead só sair no ano que vem, o grupo já está fazendo barulho. Em uma entrevista com o grupo, O’Brien e Yorke criticaram a Conferência de Copenhagen, a chamando de uma desgraça sangrenta. E ainda desejaram a todos um Bom Natal de paz  a todos.

  • Depois de Brigitte Bardot ter ficado velha (há muito tempo) agora é a vez de outra atriz/ beldade francesa demostrar os sinais reativos da velhice. E é de se assustar. Segundo a France Presse, a atriz Sophia Loren ficou muito chocada com a agressão ao primeiro ministro Berlusconi e disse que “foi como se tivessem agredido meu marido” (referindo ao finado Carlo Ponti). E pra piorar disse “Sinto-me muito ligada a Berlusconi, sofri muito. Ele foi vítima de um gesto realmente malvado, que não merecia”. Realmente estas frases não passam por uma análise racional do que o premier italiano representa pro mundo, sendo este um homem perigoso.

O Natal vem chegando, os bolsos engordando,

e o povo esperando ver a paz brotando,

pois num abraço forte e a sanfona no peito

um Djingousbéus entoando

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: