UM CURSO DESEJANTE PARA VAN GOGH

Arles, 17 ou 18 de dezembro de 1888

Bruyas em sua casa (1852), TASSAERT


Bruyas dans sa maison, Montpellier, Musée Fabre
Van Gogh continua nesta carta o relatode uma visita ao museu e de uma ala inteira com retratos do colecionador e negociante de arte Alfred Bruyas (Brias):

” Gauguin e eu fomos ontem a Montpellier para ver o museu e especialmente a sala Brias. Existem lá muitos retratos de Brias, feitos por Delacroix, por Ricard, por Courbet, por Cabanel, por Couture, por Verdier, por Tassaert…”

Nicolas François Octave Tassaert foi um pintor e litógrafo francês conhecido principalmente por seus retratos, pinturas históricas, do cotidiano (principalmente dos pobres sempre com uma carga afetiva e humana), além de cenas eróticas.

Nascido no dia 26 de Julho de 1800 em Paris, Tassaert proveio de uma família de origem flamenca sendo ele neto do famoso escultor que viveu em Berlin, Jean-Pierre-Antoine Tassaert. Seus primeiros treinamentos foram com seu pai Jean-Joseph-François Tassaert e de seu irmão mais velho Paul Tassaert.

Ele foi pupilo de Pierre Girard e  posteriormente foi estudante de de Guillaume Guillon Lethière na Escola de Belas Artes de Paris (Ecole des Beaux-Arts) em 1817.  Ele ganhou bastante popularidade em sua carreira, mas não teve muito sucesso com a crítica principalmente no início de sua carreira. Sua grande frustração foi nunca ter ganhado o Prêmio de Roma (Prix de Rome) fracassando nos anos de 1823-1824. Ele Começou a expor no Salão a partir de 1827 ganhando medelha de 1ª classe em 1849. Seus trabalhos foram colecionados pelo colecionador e mecenas Alfred Bruyas e pelo escritor Alexandre Dumas (filho).  Sua obra também produziu ilustrações para diversos livros de Victor Hugo, Alexandre Dumas (pai) e François-René Chateaubriand.

Seu primeiro sucesso foi quando o Duque de Orléans comprou sua tela A morte de Correggio (Salon 1834, Hermitage, St. Petersburg). Neste período diversas de suas pinturas históricas conseguem um reconhecimento passageiro.

Em 1863, Octave decide parar de pintar tentando se tornar um poeta  (embora nenhuma de suas poesias são existentes) e neste ímpeto vende toda as suas pinturas ao negociante Père Martin. Ele se entregou  ao alcoolismo, prejudicando sua  visão, sendo tratado em Montpellier e recuperado aos cuidados de Bruyas, voltando posteriormente a Paris.

Depois de não conseguir seu sucesso e de  sofrer pelo empobrecimento ele se suicidou no dia 24 de abril de 1874. Gauguin e Van Gogh reconhecem  como um de seus mestres, devido a uma pintura marcante e realista.

Retrato de Nicolas Octave Tassaert

________________________________________________________________________
Às sextas e terças, esta coluna traz obras digitalizadas de outros pintores que influenciaram o pintor monoauricular Van Gogh e obras suas, mas tão somente as que forem citadas nas Cartas a Théo, acompanhadas da data da carta que cita a obra, bem como as citações sobre ela e uma pequena biografia de seu autor. Para outros olhares neste curso, clique aqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: