UM CURSO DESEJANTE PARA VAN GOGH

Haia, 2 de junho de 1882

Guardião de cabras, (1864), BILDERS

Gerard Bilders- Geitenhoedster (Guardião de cabras, 1864) Rijksmuseum

Geitenhoedster, Amsterdam, Rijksmuseum.


Continuamos a longa carta onde Van Gogh descreve a Theo as gravuras em madeira que possui:

“GRAVURAS DE MADEIRA QUE VINCENT POSSUI

1 Pasta Tipos populares irlandeses, mineiros, fábricas, pescadores, etc., na maioria pequenos esboços a pena.

1 pasta Paisagens e animais, Bodmer, Giacomelli, Lançon, a seguir algumas paisagens determinadas...

1 pasta Trabalhos do Campo de Millet, a seguir Breton, Feyen Perrin e lâminas inglesas de Herkomer, Boughton, Clausen, etc.

1 pasta Lançon

1 pasta Gavarni, completada por litografias, nenhuma rara.

1 pasta Ed. Morin

1 pasata G. Doré

1 pasta Du Maurier, muito cheia

1 pasta Ch. Keene e Sambourne

1 pasta J. Tenniel completada pelos cartoons de Beaconsfield

Falta John Leech, mas esta lacuna pode ser facilmente preenchida pois pode-se obter uma reimpressão destas gravuras em madeira, o que não é muito caro

1 pasta Barnard

1 pasta Fields e Charles Green, etc

1 pasta Pequenas gravuras em madeira francesas, álbum Boetzel, etc.

1 pasta Cenas a bordo de navios ingleses e croquis militares

1 pasta Heads of the Peole por Herkomer, completada por desenhos de outros artistas e por retratos.

1 pasta Cenas da vida popular londrina, desde os fumantes de ópio e White Chapel e The seven Dials, até figuras das damas mais elegantes, e Rotten Row of Westminter Park. Foram juntadas cenas correspondentes de Paris e Nova York. O conjunto é um curioso ‘Tale of those cities’.

1 pasta As grandes lâminas de Graphic, London News, Harpers Weekly, etc, entre as quais, Frank Holl, Herkomer, P. Renouard, Fred. Walker, P. Renouard, Menzel, Howard Pyle, Fitzgerald, Bilders…

Albertus Gerardus Bilders ou Gerard Bilders foi um pintor tonalista de paisagens, esbocista, aquarelista, gravurista e colecionador holandês associado com alguns membros da Escola de Haia (Hague School) e considerado um membro do Atelier Pulchri (Pulchri Studio).

Nascido em 9 de dezembro de 1838 em Ultrecht filho de Frederika Staudenmayer e do pintor romântico e paisagista Johannes Warnardus. Bilders começa a se interessar por arte e estuda com seu pai e posteriormente com Haye. Aos 17 anos ele aceita o apoio financeiro de Johannes Kneppelhout, um escritor que não avançou muito em sua carreira. Sua família morou em Ultrecht até 1856, apesar de durante 1841-45 eles passarem um tempo em Oosterbeek.

Em 1857 ele se muda para Haia onde passa a estudar na Academia de Belas Artes de Haia onde fica até 1859 e pinta diversas modelos nuas e vestidas. No Museu Mauritshuis ele passa a copiar as paisagens com gado de Paulus Potter.Quando viaja para Gênova ele passa a colaborar com o pintor de paisagens e de animais Charles Humbert. Em 1859 ele se torna membro da sociedade Felix Meritis que fomentava a arte na Holanda e passa a estudar na Academia de Belas Artes de Amsterdam. Em 1860 ele viaja com o pai para Bruxelas e conhece o trabalho dos pintores da Escola de Barbizon.

Ele passa a pintar paisagens paisagens de animais (especialmente as da área de Leiden) ou de figuras, com um estilo próximo dos pintores da Escola de Barbizon. Ele tentou reproduzir os humores que a paisagem evocam usando efeitos luminosos peculiares, além de um colorido e vistoso cinza quente. Quando ele misturava toda as cores da paleta com o cinza para conseguir este efeito, ele estava frequentemente insatisfeito com o resultado. Esta prenuncia o estilo de pintura tonal dos pintores da Escola de Haia.

Quando ele retornou para Oosterbeek ele conheceu o pintor de paisagens e animais Anton Mauve e os irmãos Maris. Ele morre ainda bastante jovem aos 26 anos, no dia 8 de março de 1865 em Amsterdam.

Albertus Gerard Bilders-Weiland bij Oosterbeek (Meadow near Oosterbeek, 1860)

Albertus Gerard Bilders-Weiland bij Oosterbeek (Prado próximo deOosterbeek, 1860) Rijksmuseum

______________________________________________________________

Todas as terças, esta coluna traz obras digitalizadas de outros pintores que influenciaram o pintor mon(o)t0-ista Van Gogh e obras suas, mas tão somente as que forem citadas nas Cartas a Théo, acompanhadas da data da carta que cita a obra, bem como as citações sobre ela e uma pequena biografia de seu autor. Para outros olhares neste curso, clique aqui. UM CURSO DESEJANTE PARA VAN GOGH

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: