“PIRATAS URBANOS”, EXPOSIÇÃO DO FOTÓGRAFO, SÉRGIO SILVA, QUE PERDEU A VISÃO POR FORÇA DE UMA BALA DE BORRACHA ATIRADA PELA PM/SP

 

Sérgio Silva, fotógrafo profissional, cobria as manifestações de 13 de junho de 2013, quando homens da Polícia Militar começaram a atirar com balas de borrachas nos manifestantes. Como profissional comprometido que é ele tentou cobrir a violência promovida pelos policiais. Foi aí que se materializou nele próprio a violência: uma bala de borracha vazou seu olho esquerdo.

Como um homem que conhece seus direitos, Sérgio Silva, fez a denúncia e espera a decisão que deve vir do próprio Estado de São, já que ele foi vitimado por um dos seus agentes. Mas o não lhe levou ao desespero a ponto de deixar de militar em sua profissão. Agora, ele reuniu 60 retratos de militantes, movimentos sociais, artistas, políticos e amigos todos usando um tapa-olho simbolizando e protestando contra a violência policial que lhe levou a cegueira de uma visão.

Sérgio Silva desencadeou um movimento com assinaturas em um abaixo-assinado na internet contra o uso de bala de borracha pela polícia nas manifestações.

“Essa exposição é uma denúncia contra à violência que a PM comete nas manifestações e nas periferias todos os dias. A exposição também pretende cobrar às autoridades pela violência que sofri, ainda impune, e chamara a atenção de que a repressão continua muito forte. É um apelo para que as pessoas se revoltem contra essa situação.

No início, fiz retratos dos amigos que estavam mais próximos. Depois, quando passei a divulgar algumas fotos na internet, outras pessoas quiseram participar, como mostra de solidariedade.

A bala que me atingiu feriu muita gente. As pessoas sentem revolta com o episódio. É um dia triste, mas também de comemoração. Não foi à toa que quis inaugurar a exposição em 13 de junho. Não quero que os absurdos do ano passado sejam esquecidos. Mas não quero que seja apenas a data em que me tornei vítima da repressão policial.

Um ano depois, 13 de junho, será também um ponto muito importante em minha carreira”, expôs Sérgio Silva.

 Entre os amigos que aparecem nas fotos encontram-se o senador do PT, Eduardo Suplicy, o músico André Abujamra, e outros.

A exposição ficar em cartaz até o dia 28 de junho, na Sede da ONG Coletivo Digital, na Rua Cônego Eugênio Leite, 1117 – Pinheiros- São Paulo. 

Não percam, porque a violência só pode acabar com a participação de todos em atos como este promovido por Sérgio Silva.               

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: