CHICO CÉSAR EXPÕEM AS VÍSCERAS BILIOSAS DA BURGUESIA-PARASITÁRIA

O teatrólogo alemão Bertolt Brecht, tinha toda razão em ser perseguido pelo nazismo alemão de Hitler e macarthismo norte-americano. Ele conhecia a psicologia- moral da burguesia e a denunciava. Ele era instruído nos planos secretos dessa classe obscura e viscosa, como disse em um dos seus poemas. Por isso, foi fácil para ele cunhar a sentença-enunciadora que sintetiza a sordidez da classe burguesa: “Primeiro a barriga depois a moral”.

Como Marx, ele entendeu, já que era um estudioso e praticante do marxismo, que os humores ou afetos tristes, diz Spinoza, são universais. A burguesia é estupida e viciada em qualquer parte do mundo. Seus vícios são vistos em todos os lugares que ela se mostra. Ela exala odores morais pútridos, diria o filósofo Nietzsche que consideram um homem com uma excelente sensibilidade olfativa. Ele sentia esse odor pútrido exalado no interior dessa gentalha. Termo que ele suava para esses degenerados. Ele sabia que a burguesia é uma anomalia da condição humana. Uma patologia no código genético da espécie humana. Por isso, é impossível manter contato com burguês.  

Mas não é necessário ter a sensibilidade olfativa de Nietzsche para sentir esse odor de esgoto exalado por essa gentalha e ter por ele aversão. Ela pode usar o perfume mais caro e às roupas consideradas melhores das mais badaladas grifes que ela não deixa de exalar seu odor sui generis. Um odor que só ela tem. E foi esse odor que o compositor e cantor Chico César, do Catolé do Rocha, na Paraíba, que não é um Nietzsche, sentiu na gentalha que mostrou sem qualquer pudor seu elemento moral-químico sui generis na partida das seleções do Brasil e Croácia. É possível até que tenha sido esse odor maléfico que influenciou na performance da partida para que ela não fosse um clássico.

Chico César como é um artista, procurou logo se afastar da imposição do odor compondo seu poema-político, Os Vaiantes Vips do Itaquerão, que esse Esquizofia transcreve. Um tocante passeio do esquizo.

os vaiantes
chegam antes
vão antes de van
com seus seus ingressos vips

os vaiantes não querem saber
se há crianças na sala de casa vendo tv
eles pegaram os aviões
desceram nos aeroportos
e alguns tomaram o metrô até o estádio
finalmente concluído

tudo funcionou até ali
e os vaiantes sentem-se frustrados na falta de desastres
e felizes em agredir a mulher
muitos vaiantes são mulheres
a euforia
uma certa embriaguez até
de estar ali fazendo ola
e aparecendo no telão de led

a euforia
e uma certa embriaguez até
de pertencer ainda a um grupo
um condomínio fechado dá segurança aos vaiantes

eles precisam gritar em público e em coro aquela palavra
que evitam dizer em casa
na mesa em que se empanturram
para depois fazer dieta
ou debaixo dos lençóis com as luzes apagadas

os vaiantes
crêem que tem o direito de ser deselegantes
pois pagam impostos e muitos deles pagaram pelo ingresso
livrando-se assim de estar na fan fest com aquela gente suada
ou no cheiro de fumaça do churrasco com os vizinhos de prédio

os vaiantes vaiam
porque a copa é aqui
e eles não tiveram de pagar em prestações
as passagens para a espanha, o méxico, o japão, a frança
vaiam pois não precisam se hospedar em cinco pessoas
em quartos onde mal cabem dois

eles vaiam porque estão em casa
mas lá fora aplaudem até microfonia
e as línguas arrevesadas que não compreendem
mas são estrangeiras e deviam estar dizendo coisas interessantes
que fogem a sua ignorância

os vaiantes vaiam
pois sabem que mesmo não perdendo
o que percebem como privilégio de classe
de gente bem
tem mais gente chegando perto de ter acesso
aos mesmos bens e serviços
a seus carros
aos aviões
aos estádios
ås universidades
metrô não que metrô é coisa de gentinha no entender dos vaiantes
tem mais gente chegando perto de sua bossalidade e ignorância

os vaiantes em seu estertor espamódico
mostram-se esquizofrêncos e epilépticos morais
espumando com suas bocas tortas na tv
suas barrigas
suas chapinhas
seus stick lips para manter brilhante o botox labial

os vaiantes sentiram-se eufóricos
pois não sabem distinguir um jogo de futebol
de uma eleição que sabem que o candidato deles perderá
pois confundem um jogo de futebol
com o carro alegre da história cheia de gente contente
que os atropela ou passa ao largo de sua falta de auto-estima

a história vai
os vaiantes ficam aguardando o challenger para se espatifar no ar junto com ele
os vaiantes adoram gran finale (Chico César)

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: