“LOS GUARANÍES INVENTARON EL FÚTBOL”, DOCUMENTÁRIO PARAGUAIO, QUE SERÁ EXIBIDO NO FESTIVAL DE CINEMA DE MAR DEL PLATA

As histórias que são contadas sobre quem inventou o futebol é tema desde que esse esporte se tornou o mais popular do planeta. E as opiniões são sempre divergentes. Há os que juram de pés juntos que foram os ingleses. Mas para o sacerdote Bartomeu Meliá, quem inventou mesmo o futebol foram os índios guaranis do Paraguai, há dois séculos antes dos ingleses. Para o sacerdote o futebol nasceu na cidade paraguaia de San Ignácio Guazú, primeira missão fundada pelos jesuítas no Rio da Prata.

Segundo ele, há informação sobre esse jogo realizado pelos índios, além de constar em outros documentos, no livro Las Misiones Del Paraguay, escrito pelo jesuíta José Cardiel, e publicado no ano de 1771. O livro descreve uma jornada dominical de futebol em uma das missões da Companhia de Jesus. O jesuíta descreve o começo do jogo dizendo que “ao começar, atura a bola ao alto, e a jogam com o peito do pé do mesmo modo que nós jogamos com a mão”. Ele ainda afirma ainda que o jogo tinha regras e durante o seu exercício o público apostava. Essa descrição é encontrada, também, no livro Platão e os Guaranis, do jesuíta catalão, José Manuel Peramás, publicado em 1793.

“É uma realidade que queremos proclamar perante o mundo inteiro: que o futebol não começou na Inglaterra. O futebol, como o jogo com uma bola com os pés, nasceu aqui, em San Ignácio”, disse o sacerdote Bartomeu.

 O cineasta e autor do documentário que dura 11 minutos, Marcos Ybáñez, disse que o filme foi realizado para “marcar um gol na história do futebol internacional”. Depois de se encontrar com Meliá, ele afirmou que existem documentos antigos que confirmam que o futebol nasceu mesmo no Paraguai pelos anos de 1639. Essa informação se encontra também no livro escrito pelo sacerdote Antonio Ruiz de Montoya Tesoro de la Lengua Guaraní. O livro mostra mais realidade ao citar o nome que os índios usavam para significar a bola feita de borracha que eles usavam para jogar com os pés (possivelmente de látex) que jogavam: manga ñembosarai.

“O que faço é situar sua teoria para que se possa aprofundar e retificar a história do futebol, porque todos os dados sugerem que os guaranis das missões jesuítas tinham o costumem de se agrupar todos os domingos para jogar bola com uso exclusivo de seus pés.

Desde o prefeito até o último habitante de San Ignácio afirma que a cidade é do futebol e isso faz parte da conservação de sua identidade, que data da época das missões jesuítas, fundada há 404 anos”, disse o cineasta Ybáñez.

O documentário será exibido no Festival Internacional de Cinema Independente de Mar Del Plata entre os dias 6 e 9 do mês corrente.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: