A ARTISTA PLÁSTICA TOMIE OHTAKE

tomie_ohtake_2_-_reproducao_tv_brasilEm 1936, chegou ao Brasil aquela, que seria posteriormente considerada a dama das artes plásticas brasileiras, a japonesa, nascida em Kioto em 1913, Tomie Ohtake. A artista do “terno reinventar”. Foram 50 anos de estetização do espaço pictorial.

Se expressando através da pintura, gravura e arquitetura, Tomie Ohtake trabalho 50 anos interruptos desde que começou aos 40 anos. Em sua carreira contínua criou obras que adornaram e elevaram os espaços públicos de algumas cidades brasileiras como os quatro painéis da Estação Consolação do Metrô de São Paulo. E ainda, a escultura em concreto armado na Avenida 23 de Maio e pintura parede cega no centro, na Ladeira da Memória.

Ao todo foram 27 obras públicas, além de cinco vezes presente na Bienal Internacional de São Paulo. Uma carreira que lhe auferiu 28 prêmios. Apesar da fama que conquistou seguiu em atividade como uma artista inquieta que não se curvou ao mundo de seu 101 anos.

Ontem, dia 12, internada no Hospital Sírio-Libanês encadeou-se com as cores, formas, linhas, traços, massa, peso em uma tranquila-névoa-efêmera. A confirmação ontológica da estética-transcendental.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: