O TESTAMENTO DE JUDAS 2015

image002Como ocorrem todos os anos este blog divulga para o conhecimento do público, principalmente, brasileiro o Testamento de Judas, o cara que possibilitou o cristianismo que hoje a maioria das pessoas acredita como sendo o verdadeiro. Como é do entendimento de alguns, se não houvesse a chamada traição de Judas não haveria cristianismo. Pelo menos o paulino. O que crucificou Cristo como uma forma de manter a culpa nos homens sem bem-aventurança.

Com Cristo, o filho de Maria, não o paulino, aconteceu a Boa Nova. A Boa Nova que escapava das semióticas sobrecodificadoras romana e judaica. Cristo como o idiota, o novo (em grego, o que é novo, o inusitado), o singular, o diferente, traiu as causas, as metas e os interesses desses dois seguimentos despóticos que só se propunham a dominação das almas individuais e coletivas. O que Cristo e nem Judas pretendiam. Os dois eram mais amigos do que possa imaginar a vã filosofia dos crentes, como diria Shakespeare.

O testamento deste ano aparece como uma grande novidade. Judas não nos entregou seu testamento de forma particular, como sempre ocorre. Ele nos entregou no Bar Rabás, point de movimentação de poetas, escritores, jornalistas, escultores, políticos de esquerda, atores, atrizes, religiosos, sambistas, passistas, capoeiristas, grafiteiros, músicos, hip hopistas, blogueiros-sujos, roqueiros, trabalhadores de várias categorias, educadores, cinegrafistas, dramaturgos, teatrólogos, funkeiros, macumbeiros, umbandistas, candomblecistas, pintores, garis, sem teto, sem terra, índios, negros, LGBT, entre tantos esquizos-estéticos-produtivos.

O certo é que Judas foi entrevistado por muitos desses malditos. O seu mote principal foi o Brasil, e, principalmente, os governos populares de Lula e Dilma. Segundo ele, como amigo de Marx, estava adorando. Não foi resultado da revolução que ele e Cristo almejavam, mas foi uma revolução diante do que as direitas vinham fazendo com o país. Perguntado sobre a questão da redução da maioridade penal, ele foi curto e grosso: ”Coisa de filhos de Herodes! Quer dizer: pior que Herodes. Matam as crianças depois de crescidas! Esses parlamentares deveriam ser impedidos de falar em nome do povo”. Foi efusivamente aplaudido.

Quando perguntaram sobre o combate à corrupção, ele soltou uma tremenda gargalhada e completou afirmando que desse tema ele conhecia, porque em Roma havia a maior corrupção de toda a antiguidade. E seguiu afirmando que no Brasil, os governos de Lula e Dilma estavam fazendo o que os imperadores romanos não fizeram. Perguntado como respondia sobre essa falsa onda de impeachment de Dilma, ele foi oviparomente sintético: “Lembram do negão Mussum? Pois é, impeachment é meus óvis! Sobre a tentativa de terceiro turno promovido pelas direitas, ele escancarou. Disse que era recurso dos falsos políticos, os aproveitadores que não respeitam a democracia porque não a vivenciaram. Disse, também, que se tratava de ressentimento. “Se sofro, a culpa é tua. Se não chego a ser presidente, a culpa é tua”. E completou observando que aprendera muito sobre o ressentimento, a má consciência e o ideal ascético com seu amigo, o filosofo Nietzsche, que escrevera o mais importante livro sobre Cristo, o verdadeiro, O Anticristo. O Homem que não criou a dívida, a culpa, a vingança, a condenação, a cobrança, o castigo. O Homem mais amado! E o Homem que mais amou!

Sobre as mídias ele negou que elas fossem o espírito da opinião pública. Segundo ele, as mídias são escravas do grande capital e se satisfazem com as migalhas que caem dos banquetes dos grandes capitalistas. Sobre a homofobia, ele foi bem contundente afirmando que todo homofóbico não tem medo de LGBT. Ele tem medo é que seus mecanismos de defesa falhem e expressem publicamente suas relações incestuosas com seus pais. Para ele, o que ocorre na verdade, é que todo homofóbico odeia o pai, mas quer se passar como autoridade-machista. Uma forma de ocultar sua frustração sexual com seu pai. E, então, ter que se virar na punheta. Em linguagem psicanalítica burguesa, masturbação. E disse que sabia disso porque, seu amigo Freud, o havia ensinado. Para ele o movimento LGBT é autêntico movimento da vida.

Diante da pergunta se ele havia beijado mesmo Cristo, ele foi direto. Afirmou que não só beijou como abraçou. E que Cristo sempre que encontrava com as pessoas beijava. E para animar mais o tema observou que Cristo foi o primeiro Maradona da história. E mais, disse que os lábios foram feitos para beijar e não só ajudar para assoviar. Não economizou elogios a Cristo. Então, alguém, incautamente perguntou se ele havia mesmo traído Cristo. Agradeceu a pergunta e afirmou que entre eles dois os compromissos não cabiam traição. A traição é uma criação do Estado Romano e dos judeus que odiavam Cristo e tinham pavor do que ele, Judas, idealizava como revolucionário. E acrescentou: se ele e Cristo tivessem tido suas ideias vitoriosas, o mundo seria outro. A galera foi ao delírio! Aplausos gerais!

Depois de debater outros temas, foi convidado a subir ao palco para proferir seu testamento. Então, mandou ver. 

O TESTAMENTO

 – Para minha amiga Dilma

Mulher corajosa, proba e inteligente

Deixo como lembrança

A sinceridade de sua gente.

E com os movimentos

Siga sempre em frente.

 

 

– À minha presidenta querida

Que luta contra a corrupção

Deixo minha ultra-lupa

Que revela qualquer ladrão.

Porque eles sempre se escondem

Atrás de um riso bonachão.

 

 

– Minha amiga não esqueça

Impeachment é só falação

Por isso mantenha o sorriso

Esse protesto é fogo de rojão.

 

 

– Para meu amigo Lula

Que não para de lutar

Deixo-lhe muita saúde

Para os inimigos perturbar.

Enquanto se preocupam com você

Você leva a vida a desfrutar.

 

 

– À Petrobrás soberana

Do petróleo e do pré-sal

Deixo-lhe os poderes do povo

Para se livrar do mal.

Nenhum traidor da pátria

Pode acabara com a estatal.

 

 

– Para as centrais sindicais

Que lutam pelo trabalhador respeitado

Deixo-lhes uma lei trabalhista

Em que ele jamais será arrochado.

 

 

– Para os nazifascistas

Que querem a Petrobrás privatizar

Deixo-lhes Miami Beach

Para o delírio bronzear.

 

  

– Para os reacionários-burgueses

Que cultuam palavras de ordem

Deixo-lhes a explosão do Big-Bang

Para que nunca acordem.

 

  

– Para a alienada burguesia

Que fez seu ídolo um torturador

Deixo-lhe os guetos da Gestapo

E o livro: “III Reich o Terror”.

 

 

– Para o vaidoso Fernando Henrique

Cuja memória é lusco-fusco

Deixou os depoimentos

Do corrupto Pedro Borusco.

 

 

– Ainda para Fernando Henrique

Cujo desgoverno foi só paralização

Deixo-lhe os governos de Lula e Dilma

Para ninguém esquecer a lição.

 

  

– Ao companheiro Genoíno

Que genuinamente permanece honrado

Deixo-lhe o cipó de aroeira

No lombo de quem lhe julgou culpado.

 

  

 – Ao ressentido Aécio Cunha

Cuja inveja não tem fim

Deixo-lhe a preocupação

Com a candidatura Alckmin.

 

 

– Para a caloteira TV Globo

Que de sonegação é afeita

Deixo-lhe sua condenação

Em processo na Receita.

 

 

– Ao escamoteador Jornal Nacional

Que não prima pela verdade

Deixo-lhe o prêmio honroso:

“Campeão de Desonestidade”.

 

 

– Para que o povo do Brasil

Seja o espírito da informação

Deixo aprovada a Lei

Que acaba com a monopolização.

 

 

– Aos engajados blogueiros-sujos

Cujo texto é político e inteligente

Deixo-lhes a implosão

Da própria mídia-demente.

 

 

– Para mostrar que Aécio Cunha

Não deveria ser eleito pelas urnas

Deixo aberto o processo

De corrupção em Furnas.

 

 

Aos professores de São Paulo

Que lutam por uma educação transformadora

Deixo-lhes o Troféu Paulo Freire:

“Por Uma Educação Libertadora”.

 

 

– Ao grupo sujeitado Vem Pra Rua

Para quem a rua é desativada

Deixo a minha obra:

“Não há Mobilização Privada”.

 

 

– Para os analfabetos políticos

Que vivem com as fantasias a voar

Deixo-lhes o aeroporto de Aécio

Se precisarem aterrissar.

 

 

– Ao prefeito Arthur Neto

Que ajudou Manaus esburacar

Deixo-lhe uma sunguinha

Para nos buracos mergulhar.

 

 

– À categoria dos professores do Paraná

Que enfrenta o descaso psdbista

Deixo-lhes a tenacidade

Para que da luta nunca desista.

 

 

– Ao covarde e frustrado misógino.

Que gosta de mulher espancar

Deixo-lhe a Lei Maria da Penha

Para em suas penas gozar.

 

 

– Aos professores de Manaus

Cuja atuação é patética

Deixo-lhes minha obra:

“Por Uma Educação Dialética”.

 

 

– Aos correntistas desonestos

Que ao HSBC desviam dinheiro

Deixo-lhes minha fé na Justiça

Para o bem do povo brasileiro.

 

 

– Aos apresentadores de TV

Que primam e protegem a estupidez

Deixo-lhes coceiras na boca

Para experimentarem a mudez.

 

 

– Aos histéricos exibicionistas

Figurados em corpo-coxinha

Deixo-lhes minha unha encravada

Para aquela coçadinha.

 

 

– Aos parlamentares infanticidas

Que querem da maioridade a redução

Deixo-lhes a certeza democrática

Que jamais se elegerão.

 

 

– Para todos homofóbicos

Que ocultam o conflito sexual

Deixo-lhes minha obra erótica:

“Sodoma: Um Livre Bacanal”.

 

  

– Para os invejosos racistas

Que contra as cotas são posicionados

Deixo-lhes a inconteste realidade

Jamais serão diplomados.

 

  

– Aos jornalistas reacionárias

Que escrevem para agradar o patrão

Deixo-lhes o Troféu Baba-Ovo:

“A Lama é Meu Quinhão”.

 

  

-Aos jornalistas éticos

Que escrevem pela democracia

Deixo-lhes o Troféu Político:

“Produzindo Cidadania”.

 

  

– Aos falsos parlamentares

Para quem política é masturbação

Deixo-lhes um corpo pleno sem órgão

Para se enroscarem no fálico tesão.

 

 

– Ao termino desse testamento

Lembro a qualquer candidato afoito

Percam as esperanças

Pois Lula já foi eleito em 2018.

 

  

 – Portanto, companheira Dilma,

Se proteja contra a tirania.

Mas continue seu governo

Porque ele é da minoria

E como dizem Deleuze e Guattari:

É minoria o devir-democracia.

 

 

– Creio que o testamento

Não foi de menos e nem demais

Mas pode alguém não concordar

Porque queria muito mais

Mas fiz o que foi possível

Nesse clima Bar Rabás!

 

 

– Com o testamento concluído

Vamos ao que interessa

Músicas, bebidas e alegria

Porque a hora é esta.

E quero ao meu amigo Cristo

Oferecer o espírito dessa festa!

E lembrar que sob sua bênção

O Brasil seguirá a sua gesta!  

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: