SEMANA MUNDIAL DO BRINCAR – “PARA TER CRIATVIDADE, RESILIÊNCIA E CORAGEM É PRECISO BRINCAR!”

9226abcd-89a9-42f8-86f8-3d7377564a06Para criança o ato de brincar é responsável pela produção de corpos necessários a fundamentação de suas faculdades sensorial, cognitiva, imaginativa, volitiva, memorial, representativa, sexual, psicológica, política, social e histórica. O brincar, que para o adulto atrofiado parece perda e tempo, é na verdade a construção e a confirmação do princípio do prazer. Mas no princípio do prazer descrito por Freud, mas o princípio ontológico do prazer da existência.

O brincar dispõe a criança à criação de seus territórios e corpos de referências com os outros. É no brincar que a criança concebe a relação consigo mesma através do outro. O companheiro de brincar. Nessa relação ela se objetiva como ser criador de si e do outro como objetividade-mundo. Por isso, pode-se afirmar que um adulto bom foi uma criança que brincou.

Daí, que a criança que é impedida de brincar tem seu devir-singular obstruído. O que significa perturbações em todas suas faculdades existenciais. Dificuldade de aprendizagem e dificuldade de criar alteridade e tolerância com o outro. É certo que toda criança que embora tenha sido oprimida pelo adulto que lhe impossibilitou o ato de brincar, sempre produzir uma forma-lúdica de driblar essa opressão. Porque a criança é um devir que escapa das mortificações impostas pelos adultos tanáticos.

Como hoje presenciamos uma sociedade que exclui o direito de brincar da criança, é imprescindível que os adultos que tiveram infância se engajem na construção de um mundo em que brincar seja um direito intransferível. É imprescindível esse engajamento, porque existem muitos adultos que odeiam criança, em função da força que lhes tornaram infantilizados. Adultos-perversos que passaram pelas idades da infância-cronológica, mas não vivenciaram a infância-ontológica. É lógico, que esses adultos não manifestam essa perversão-infantilizada apenas proibindo a criança, mas também através de seus preconceitos, racismos, discriminações, misoginia e outras patologias como as expressadas pelos que tentam atingir a presidenta Dilma, o grupo LGBT, os índios, os negros, os nordestino e outras consideradas minorias. Daí ser um caso de psiquiatria.

convite-reunic3b5es_com-inscric3a7c3b5es_webÉ como esse objetivo de fazer a criança um ser do brincar que a partir do dia 24 até o dia 30 de maio, estará sendo realizada, em várias cidades do Brasil a Semana Mundial do Brincar cujo tema será Aliança Pela Infância. “Para ter criatividade, resiliência e coragem é preciso brincar”. Durantes esses dias os interessados-engajados deverão se reunir e tratar dos temas referentes aos brincar. Além de promover brincadeiras, é óbvio.

Só a título de ilustração, quem quiser ter umas informações interessantes sobre o brincar é de bom sentido procurar os livros do psicanalista inglês D. Winnicott, O Brincar e a Realidade e A Criança e Seu Mundo.

A criança que brincar será o adulto democrata!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: