VIVA O VINIL! MARLUI MIRANDA- OLHO D’ÁGUA

P1010160Olha só, com teus olhos d’água, vinilesquizofílico! Estamos no Estúdio Templo, no ano de 1978 para sentir e compreender essa joia-raríssima! Essa relíquia! Essa preciosidade que é a estética da simplesmente Marlui Miranda. A primeira artista a se preocupar em pesquisar a música indígena. Marlui Miranda além de musicista é poetisa, letrista e defensora da causa ambiental antes de se tornar modismo de exibição dos chamados ecochatos.

P1010161 P1010162 P1010163Essa bolacha-crioula de Marlui Miranda, Olho d’Água, é duplamente histórica. Primeiro, por se tratar de uma obra-prima de Marlui Miranda. Segundo, por ser uma bolacha-crioula que não circula mais no chamado mercado fonográfico.

P1010167Aliás, não é duplamente, é triplamente em função dos craques da música brasileira que a compõe. Sabe lá, vinilesquizofílico, uma bolacha-crioula com as participações de Egberto Gismonti, Zeca Assumpção, Zé Eduardo Nazário entre outros craques? Coisa de louco.

P1010169E mais loucura! Olha só, com teus olhos d’água, quem participa com letras e músicas. Capinam, Ana Maria Bahiana, Xico Chaves, Volta Seca, Zé do Norte… Lembra?

“Sodade, meu bem, sodade

Sodade do meu amor

Foi embora, não disse nada

Nem uma carta deixou

Tinha os óio da cobra verde

Hoje foi que arreparei

Se arreparasse há mais tempo

Não amava quem amei.

Quem levou o meu amro

Deve ser o seu amigo

Levou pena, levou glória

Levou trabáio consigo

Arrenego de quem diz

Que o nosso amor se acabou

Ele agora está mais firme

Do que quando começou.”

E aí, lembra? É isso, mano velho, Zé do Norte. Caetano gravou mais nem de longe se aproxima de Marlui.

P1010166Tem ainda a criação dos índios Khahó: Rearére, De ke ke, padzo. E o contagiante instrumental Calypso, composto por Egberto Gismonti e Geraldo Carneiro, tocado por Gismonti.

Lembra?

“Acorda Maria Bonita

Levanta vai fazer café

Que o dia já vem arraiando

E a polícia já está de pé

Se eu soube que chorando

Empato a tua viagem

Meus olhos eram dois rios

Que não te davam passagem

Cabelos pretos, anelados

Olhos castanhos, delicados

Quem não ama uma morena

Morre cego e não vê nada.”

Lembra? Certo! Volta Seca! Não esquecer: a música que é o título da bolacha-crioula, Olho d’Água, é instrumental executada pela própria Marlui.

P1010170 P1010172Marlui Miranda, linda, engajada, sensível e inteligente!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: