CULTURA E ARTES INDÍGENAS SÃO ATRAÇÕES NOS JOGOS MUNDIAIS INDÍGENAS

982167-27102015-dsc_5295Quem acreditou que só ia vivenciar os esportes nos Jogos Mundiais Indígenas que conta com etnias de 30 países e que se realiza em Palmas, Tocantins, se enganou. O que vem chamando atenção dos brasileiros e estrangeiros que estão frequentando o local são os objetos artísticos e culturais que os grupos indígenas vêm mostrando.

São várias as formas de artesanatos que estão sendo mostradas. Assim como também objetos artísticos tipos de danças e músicas executadas com instrumentos singulares das culturas presentes.

982162-to27102015-dsc_5985 981931-dsc_1940Entretanto, um sinal singular indígena tem despertado muito interesse no público presente. São as pinturas em partes do corpo com imagens e tinta particulares das etnias. Inúmeras pessoas foram pintadas com imagens que duram até uma semana. As pinturas têm preços que vão de R$ 5 a R$10.

Mesmo não querendo os indígenas são os próprios marqueteiros de suas culturas e artes, como mostra Manoki. Ele caminhava pela vila, pintado, com cocar, adereços nos braços e pernas quando foi para do por uma turista que pretendia fotografá-lo. Ele, com simplicidade e educação, satisfez o desejo dele.

“Eu acho bom, assim somos mais reconhecidos, mais valorizados. E também para podermos mostrar mais nossa cultura, a cultura do nosso povo. Mas o nosso orgulho é independente do pensamento do homem branco”, disse Manoki.

A pintura indígena carrega significados espirituais de cada povo de acordo com seus rituais e suas vivências. Por exemplo: a pintura corporal.

“A pintura representa alguma coisa, fala alguma coisa. O meu povo se pinta totalmente para a guerra, a nossa pintura é em preto e vermelho. Eu procuraria a pessoa e perguntaria por que ela está se pintando. A pintura é uma manifestação e um meio de mostrar que aquele povo existe e vive”, observou Urias Tsumey’wa, um xavante.

PALMAS - Feira livre de artesanato indígena na Arena dos Jogos Mundiais dos Povos Ingínenas (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

PALMAS – Feira livre de artesanato indígena na Arena dos Jogos Mundiais dos Povos Ingínenas (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Se você quiser experimentar uma pintura indígena com seus traços, suas cores e imagens singulares, ainda tem tempo. Se não for, em Palmas, pode ser que ao seu lado exista um indígena e você pode aproveitar. Mas não esqueça: pintura indígena não é moda.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: