TRÊS POEMINHAS DO FILÓSOFO HEIDEGGER TOCANDO DE LEVE NAS QUESTÕES DO SER

martin-heidegger-2O filósofo alemão Martin Heidegger autor de várias obras filosóficas, entre elas o bem conceituado Ser e Tempo, que serviu de base de estudo de outros filósofos, faz parte do contexto de filósofos conhecidos como existencialistas ou filósofos das existências.

A questão fundamental de seu pensamento é a busca da revelação do Ser resumido no sentido do Dasein, o Ser-Aí, experiência como Verdade do Ser. Ou ainda o Mit-Dasein: o Ser-Aí-Com. Mas a perscrutação de sua filosofia como método é a fenomenologia. Daí que é fenomenologicamente re-vigorado o sentido de Alétheia – o velado e o não-revelado, o que aparece e o que se oculta.

Na tentativa da revelação do Ser, Heidegger, perscruta a linguagem pela linguagem. Fazer o Ser falar ou se mostrar pela linguagem. O que significa ir além da linguagem. Rachar as palavras para que elas revelem o que tem de essencial como princípio ontológico do Ser.

Assim, é a linguagem como método ontológico, que leva Heidegger ao tratado metafísico do poetizar.

Os poemas aqui apresentados não têm títulos. Os títulos aparecem apenas como indicação topológica escolhida por esse Esquizofia.

 Martin-Heidegger-2 (1)                                 CANTAR E PENSAR…

Cantar e pensar são os troncos

                         vizinhos do pensar

Eles crescem do Ser e alcançam sua

                                          verdade.

A sua relação dá a pensar o que

                                          Hölderlin

Canta das árvores da floresta:

“E desconhecidos uns aos outros eles

                                                  Ficam,

o tempo que eles permanecem em pé,

                          os troncos vizinhos.”

 Martin Heidegger                  PENSAR PROFUNDAMENTE

Toda coragem do coração é a

              Ressonância ao apelo do Ser,

que reúne nosso pensar no jogo do mundo.

No pensar cada coisa torna-se

                               Solitária e lenta.

Na paciência prospera a

                                 magnitude.

Quem pensa profundamente, deve

                     Profundamente errar.

 heidegger6               TOPOLOGIA DO SER

O caráter poiético do pensar é ainda

                                               oculto.

Onde ele se mostra, assemelha-se por

                                                   Muito

tempo à utopia de um meio-poético

                                  entendimento.

Mas o poetar pensante é na verdade

                           a topologia do Ser.

Ela diz a este o lugar de sua essência.

Os três poeminhas foram extraídos da obra Da Experiência do Pensar, publicado em 1969 pela Editora Globo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: