VIVA O VINIL! – MPBC: STENIO MENDES

P1010637Atenção, esquizovinilfílicos! Estamos no ano de 1980 nos Estúdio da Polygram para observara e se deleitar com a gravação da bolacha-crioula do talentoso músico-instrumentista Stenio Mendes com sua craviola. Uma bolacha-crioula para ouvidos e mentes dionisíacas e apolíneas.

Não vamos falar pelo músico, porque seria muita pretensão – ou pouca, não importa a quantidade, seria de qualquer quantidade pretensão – quer se passar por sua voz. Por essa compreensão, vamos entender o que ele mesmo apresenta com sua própria voz.

P1010638                            Stenio Mendes e Sua Bolacha-Crioula

“O constante clima de respeito e amizade possibilitou vários momentos inspirados durante a gravação deste disco.

Tomando um rumo inesperado, se torna mais flagrante no tema Taquará, onde surge no mesmo tom da craviola a expressão mais pura da mente liberta: os índios Xingu, suas criança, seus rito.

À arte nas suas próprias intensões brincando com o tempo e espaço, traz no tema Espada de Anjo, sete anos depois de ser composta, uma estranha perspectiva…

O que mais me fascina nesse estilo de música instrumental é a possibilidade de cada imaginar à sua maneira, retratando suas emoções, apresentando novas dimensões; é o caso do tema Sonata Perdida.

O porta-estandarte de todo esse trabalho, invasão dos monges, conta com a presença amiga de Zé Eduardo na tabla e Bira na percussão e climatização, assim como nos temas Taquará e Barca dos Homens.

Foi na música Linhas Tortas que tive a participação especial muito especial de Ruth Nogueira, minha mãe, como soprano, dando o toque essencial.

Sambando vai a Barca dos Homens em busca de um significado capaz de unir todos os povos, visão redonda e azulada, navegando nesse imenso mar de estrelas.

Presença muito forte de meu pai João Mendes Nogueira, tanto na concepção artística nos instrumentos de efeitos, desde seus arcos sobre violão, tirando um som semelhante ao do cello, à reza sobre a gaita de boca, mais evidente no tema Rosário, que dedico à sua gloriosa vida artística”.

                                             Stenio Mendes

P1010639 P1010640 P1010641

FICHA TÉCNICA

Direção de produção e estúdio: Rafael Tartaglio.

Coordenação de produção: Marcos Maynard.

Técnico de Gravação: Milton Rodrigues.

Auxiliares de estúdio: Edmilson, Silva, Geraldo e Paulinho.

Mixagem: Roberto Marques.

Estúdio: Estúdios Reunidos São Paulo.

Capa e ilustração: Aldo Luiz.

Fotos: Penna Prearo.

Arte: Jorge Vianna.

MÚSICOS

Arranjos: Stenio Mendes.

Stenio Mendes: Craviola, violão com arcos e vozes.

Percussão: Ubiraci de Oliveira, o Bira.

Percussão: José Eduardo Nazário.

LADO – A

P1010643Taquará/Espada de Anjo/Sonata Perdida.

LADO – B

P1010642Invasão dos Monges/Linhas Tortas/A Barca dos Homens/Aquarela do Brasil/2001 – Uma Odisseia no Espaço/Hava Nagilah/Rosário.

 

                                                 VIVA O VINIL!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: