Chega ao Brasil terceira parte da obra O Capital, de Karl Marx

A editora Boitempo acaba de completar, com o lançamento do livro III d´O Capital, de Karl Marx, a publicação da obra magna do fundador do socialismo moderno.

Por José Carlos Ruy

São os três volumes que saíram sob supervisão do próprio Marx (Livro 1, em 1867, cujo subtítulo é O processo de produção do capital) e de seu companheiro e colaborador Friedrich Engels (Livro II, em 1885, com o subtítulo Processo de circulação do capital, e Livro III, Processo global da produção capitalista, 1894).

Alguns temas do livro III são de grande importância para se compreender o funcionamento do sistema capitalista. Trata de temas como lucro e taxa de lucro, capital comercial, juros e crédito, renda da terra. Infelizmente o capitulo final ficou incompleto – ele trata das classes sociais e resume-se à apresentação do começo da sistematização que Marx faria sobre a questão. Mas não teve tempo para desenvolver as notas que ficaram em seus cadernos de anotações, e o texto ficou reduzido apenas a uns poucos parágrafos sobre este problema crucial. Depois dele há a frase final escrita por Engels: “Aqui se interrompe o manuscrito”.

Esta tradução foi feita a partir do original alemão e é a primeira feita no Brasil cotejada com os documentos da MEGA-2 (Marx-Engels-Gesamtausgabe), que reúne os manuscritos, notas e resumos feitos por Marx, e também as notas que Engels elaborou para sua edição de O Capital, da qual se encarregou após a morte de Marx, em1883.

A edição da Boitempo é enriquecida ainda por uma apresentação de Marcelo Dias Carcanholo (“Sobre o caráter necessário do livro III d´ O Capital”) e por um texto de Rosa Luxemburgo (“O segundo e o terceiro volumes d´O Capital”).

Este ano se comemora os 150 anos do início da publicação d´O Capital, em 1867. O livro demorou a ser traduzido no Brasil, embora muitos trechos e resumos tenham sido publicados desde a década de 1930.

A primeira tradução integral, para o português, surgiu na década de 1960. A tarefa coube a Reginaldo Sant´Anna (que também trabalhou a partir do original alemão), sendo publicado pela Editora Civilização Brasileira. Em 1983, surgiu uma nova tradução, publicada na coleção Os Economistas, da Abril Cultural.

A importância da leitura e estudo do livro III d´O Capital é fundamental para a compreensão da análise do capitalismo feita por Marx. E para a compreensão da lógica capitalista que predomina, e o combate a ela. É no livro III que Marx conclui análises e raciocínios iniciados nos livros I e II. nos quais, seguindo com rigor seu método de exposição, de não adiantar conclusões mas apresentá-las depois de análises exaustivas, mas partindo de premissas que conclui mais à frente, como mostrou por exemplo Roman Rosdolski em seu monumental estudo, Gênese e estrutura de ‘O Capital’ de Karl Marx (Rio de Janeiro, Contraponto, 2001).

A publicação enriquece o catálogo da Boitempo, cuja Coleção Marx e Engels chega a 23 títulos já publicados.

Desnecessário dizer que O Capital foi um dos livros que alcançou maior influência no mundo. Inspirou, ao lado de outras obras de Marx e Engels, a revolução proletária no século 20 e o início da construção do socialismo. E hoje, quando o predomínio do pensamento neoliberal parece acachapante, O Capital volta a ser visto como uma obra fundamental paraque se possa entender as contradições do capitalismo, que se acentuam, e a perspectiva de construção de uma alternativa política e social que supere as injustiças e as mazelas que estão na base deste sistema.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: