GGN: NENÊ LANÇA VERÃO E PANTANAL COMEMORANDO 50 ANOS DE CARREIRA

 

SEX, 21/12/2018 

Jornal GGN – Baterista e compositor Nenê comemora 50 anos de carreira. E para abrilhantar a comemoração lança dois novos discos autorais: Verão e Pantanal, disponíveis nas plataformas digitais. Realcino Lima Filho, o Nenê, participou de discos históricos de artistas como Hermeto Pascoal, Elis Regina e Egberto Gismonti, agora nos brinda com duas pérolas.

Verão, 14º álbum de carreira solo, é um projeto com seu trio, e Pantanal é um trabalho feito com seu novo grupo Nenê Kinteto. 

No álbum Verão, o baterista e compositor gaúcho está acompanhado pelos músicos Irio Jr. (piano) e Alberto Luccas (contrabaixo). Produzido por Carlos Ezequiel, “Verão” é o terceiro disco da quadrilogia iniciada com “Outono” (2009) e “Inverno” (2013). Alternando entre momentos intimistas e improvisos de intensa energia, o repertório do disco explora o equilíbrio entre a composição refinada e a criação coletiva instantânea que se tornou a marca do grupo. 

Em Pantanal, além de Nenê (bateria), formam o grupo Rodolfo Guilherme (trompete), Gustavo Benedetti (sax), Fabio Leandro (piano), Jakson Silva (contrabaixo). Com uma formação tradicional dos grupos de jazz mas com uma sonoridade completamente particular das composições de Nenê, o músico afirma que “Ao compor uma música mais sofisticada, harmônica e melodicamente, utilizando os ritmos brasileiros, você inova, com relação ao que se faz no restante do mundo”. Esse álbum também é produzido por Carlos Ezequiel e lançado pelo selo Engrenagens. 

Natural de Porto Alegre, Nenê mudou-se para São Paulo em 1966, e logo entrou para o histórico Quarteto Novo. Em seguida, tocou com Elis Regina no disco “Falso Brilhante”, com Milton Nascimento em seu “Clube da Esquina 2”, e com Hermeto Pascoal em seus discos “Zabumbê-Bum-A”, “Ao Vivo em Montreux”, participando também do Festival Live Under The Sky (Japão). Em 1980, entrou para o grupo de Egberto Gismonti, atuando nas turnês mundiais dos discos “Em Família” e “Sanfona”. Em 1982, muda-se para Paris. Lança o primeiro disco da carreira solo, “Bugre”, considerado pela crítica francesa um dos 10 melhores lançamentos do ano. Continua atuando com Egberto Gismonti e com jazzistas como Kenny Wheeler, Charlie Haden e Steve Lacy, entre outros. Retorna ao Brasil em 1995. Após liderar grupos em formações diferentes, começa o Nenê Trio em 2001. Desde então, o grupo foi destaque em eventos como o Projeto Pixinguinha, o Amazonas Jazz Festival, Festival Choro Jazz de Jericoacoara, Festival de Itajaí, Festival de Curitiba, Goyaz Jazz Festival, entre outros. 

Para conhecer, acesse:  

VERÃO 

 

PANTANAL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: