FESTIVAL “É TUDO VERDADE” DE DOCUMENTÁRIOS COMEÇA NESTA QUINTA COM PROGRAMAÇÃO ONLINE

NA TELINHA

Entre os destaques da 25ª edição do festival estão os veteranos documentaristas Silvio Tendler e Patrício Guzmán

Redação
Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |

 

a cordilheira dos sonhos
Vencedor na categoria documentário do Festival de Cannes 2019, “A Cordilheira dos Sonhos” tem exibição única nesta quinta-feira (24) – Divulgação

Maior mostra de filmes no gênero documental no Brasil, a 25ª edição do Festival Internacional de Documentários “É Tudo Verdade” começa nesta quinta-feira (24) e vai até o próximo dia 4 de outubro, com exibição gratuita de produções nacionais e de outros países em plataformas digitais.

Entre os destaques da programação está A Cordilheira dos sonhos, do diretor chileno Patrício Guzmán e que ganhou o prêmio de melhor documentário a edição de 2019 do Festival de Cannes, na França. Com o filme, Guzmán encerra a trilogia do passado chileno sob a ditadura de Pinochet abordada também em Nostalgia da luz (2010) e O botão de pérola (2015).

Sonhos, utopias e o passado de ditadura também estão tematizados em alguns filmes da produção nacional. “Libelu – abaixo a ditadura”, de Diógenes Muniz, conta a história de grupos clandestinos e estudantis contra o AI-5 (Ato Institucional nº5). O olhar do cinema sobre outras ditaduras pelo mundo no “breve (e acelerado) século XX”, como definiu o historiador Eric Hobsbawm, também estão na programação.

Outro destaque é a presença do já veterano cineasta Silvio Tendler, que resgata a história do documentarista Santiago Álvarez. O cubano registrou importantes fatos históricos nos últimos 60 anos em todo o mundo, como a Revolução Cubana, a Guerra do Vietnã, o processo de independência de nações africanas e a desintegração do bloco soviético.

Entre os filmes brasileiros, diversos longas-metragens trazem novos olhares sobre a música. Jair Rodrigues e os Paralamas do Sucesso (“Os quatro paralamas”, de Roberto Berliner) são alguns dos artistas que têm a carreira revista pelos cineastas (“Deixe que digam”, de Rubens Rewald)e o público do festival.

A programação completa do “É Tudo Verdade” pode ser consultada aqui. Os debates ao vivo são apresentados no canal do festival no Youtube, mas para assistir aos filmes é preciso fazer o cadastro gratuito na plataforma Looke, conforme instruções na página oficial da mostra de documentários

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Eduardo Miranda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: