Posts Tagged ‘hip-hop’

Mutirão Hip-hop Rua produz encontro para criação de Manaus

Dezembro 17, 2013

IMG_5257

Manaus é uma não-cidade devido a forma em que os (des)governantes se apropriam do estado como extensão de suas famílias, que constantemente permanecem governando através do poder econômico.

Porém estes (des)governantes não possuem força nenhuma sobre a potência produtora do povo quando este decide se unir para se expressar e produzir formas de relações libertadoras.

Foi isto que aconteceu no último domingo na rua ao lado do Arar do Bairro do Mutirão (Zona Leste) quando diversos movimentos e expressões como produtores culturais, grafiteiros, DJs, MCs, B-boys e B-girls, skatistas e muita gente ativa se reuniu para engendrar um encontro da arte de rua e da cultura hip-hop.

IMG_5262Organizado pelas ativistas do MariaM – Movimento Ari-Poriá Ativistas de Manaus e pelo companheiro Maranhão, o evento contou com mais de 200 presentes, começando as 14 horas e indo até o fim da noite. Nosso bloguinho esteve presente conversando com as organizadoras e aproveitando para trocar uma ideia com a integrante do grupo, Rose:

“O Coletivo Marian foi criado em 2005 com a junção de doze garotas, onde cada uma representava os quatro elementos do hip-hop: tinha as grafiteiras, as DJs, no caso eram duas na época, as MCs e as B-girl. Com isto resolvemos montar este coletivo para tentar dar visibilidade às mulheres dentro da cultura hip-hop que na época era vista só por homens, a mulher não tinha espaço no hip-hop. Hoje em dia, com a volta do coletivo somos oito e não lutamos só pelo espaço da mulher, mas para levantar o hip-hop em si em Manaus. Por que quando fazia eventos era ou só grafite, ou só break, ou só MC e por isto estamos querendo voltar com eventos para levantar os quatro elementos: b-girls, grafite, MCs e DJs. E este evento hoje foi para mostra que em Manaus o rap é muito visado, ele é amplo e queremos unir os quatro elementos com força total. E buscamos que as pessoas vejam que no Amazonas e principalmente em Manaus, os grupos de rap são muito bons, assim como tem muito grafiteiro bom mesmo não tendo muito espaço para eles. A gente convidou 11 grafiteiros para pintar, mas só apareceram cinco, o resto foi o pessoal que veio com seu material na possibilidade de ter espaço pra eles pintarem e a arte deles é bonita. Grafite não é marginalização, é rua e queremos mostrar que na rua tem arte, que no rap tem poesia. Por isto não é só mostrar que o Marian tá voltando mas unir os quatro elementos. É a união pois somos uma família, e a rua junta a gente nesta família que a gente quer esclarecer” Rose do MariaM

IMG_5253

IMG_5267IMG_5304

IMG_5283

Desde cedo a moçada do grafite e do bomb colou junto aproveitando a tela cabulosa que o muro do Arar propicia e mandaram seus traços esquizos, mostrando que a arte de Rua tem valor.

A produção do grafite atravessou a noite e contou com artistas de rua de ótima qualidade que mostraram que Manaus produz arte no grafite que é tão boa como em outros cantos. Alguns grafiteiros da antiga estiveram presentes também para prestigiar e acompanhar a moçada que está chegando.

IMG_5378

Grafite do companheiro Mega já finalizado

IMG_5363IMG_5339

IMG_5296

IMG_5331

E como o movimento foi organizado para mostrar que o grafite feminino possui uma potência singular e tem um impacto muito mais transformador, houve a presença de diversas grafiteiras como Kisy, Ami, Anie, Rosa etc.

Conversamos com a grafiteira Ana Paula que aparece na foto acima junto a seu cachorrinho grafitado dedicado a seu filho Iago nos falou um pouco sobre a importância do evento e da união da moçada do hip-hop.

“O evento aqui do Mutirão está sendo um grande espaço como sempre. Todo evento aqui é uma grande porta aberta pra arte de rua, pro grafite, pro bomb, pro rap, DJ, mc, break. Espero que continue acontecendo mais eventos que possam abrir mais portas para gente poder demonstrar nosso trabalho, o que a gente é capaz. Falam que o grafite é uma arte vandal, é uma arte proibida, mas não, se a pessoa parar pra perceber os grandes pintores usavam as telas e a gente usa o muro pra expor nossos trabalhos. Continue, vandalismo, grafite e é nós.” Ana Paula

 IMG_5255

IMG_5264IMG_5375

IMG_5374

E a festa foi rolando com a presença de diversos DJs Sanci, Carapanã, Bené que mandaram um som para a moçada que trazia toda a cultura de rua com o rap e similares. O som das quebradas foi juntando toda família que logo

E teve o som do rap de Angola, de Manaus, do Nordeste e de todo o Brasil que saia das caixas pelos dedos nas pickups e equipamentos dos DJs.

E no fim da tarde começaram a rolar as apresentações do rap manauara com a moçada da Renúncia Pessoal, Reação MC (foto Abaixo) e Conexão Zona Norte.

IMG_5359

IMG_5356

IMG_5368

Nosso bloguinho conversou com a moçada do Conexão Zona Norte, grupo formado por Bira M.C., Base M.C., Nego Rasta, Blaster e Dj Sanci. Eles mandaram um grande salve a toda moçada do hip-hop e rap de Manaus, contando sobre a sua história e sobre o evento.

“Há 4 anos, em 2008/2009 a gente entrou no rap para resgatar a cultura de rua e a gente acabou gostando. Quem começou a parada do Conexão foi o MC Bira e o Base. Estamos aqui pra mandar um salve para toda rapaziada, é o Conexão Zona Norte, Mutirão, Cidade Nova, Fronteira com a Zona Leste. É uma satisfação estar colando junto com vocês da Afin e fortalecendo a cultura hip-hop para que não perca a essência, por que a cultura hip-hop sempre está presente na periferia junto com todo mundo daqui: o tiozinho da padaria, o borracheiro e toda esta rapaziada, por que a cultura hip-hop veio da rua e sempre vai ser da rua. Por isto este evento mostra a união de toda rapaziada da rua. Salve! Nosso som é bem quebrada mesmo, é periferia, skate, bomb, grafite, adrenalina. Hoje vamos mandar som, rima de rua 100 porcento original, rima canibal aqui da capital, rap nacional direto de Manaus pra vocês. Pra terminar salve toda moçada do movimento hip-hop de Manaus e que esta mensagem chegue a outros estados e que aqui a cultura hip-hop ta muito forte, principalmente o rap que está fortalecendo e esperamos que pelo contato da rapaziada chegue até vocês.”Conexão Zona Norte

IMG_5380IMG_5385

IMG_5384

IMG_5341

Encontramos ainda o Mano Sinoé (a esquerda da foto) que participou de toda a construção do bairro do Mutirão e do movimento Hip-Hop no Mutirão e na Zona Leste. Ele contou uma parte desta história e sobre o Mutirão Hip-Hop Rua.

“Aqui no Mutirão não era asfaltado era só barro, a gente ia pegar ônibus no sexto batalhão.O Mutirão tem mais de 20 anos de história e cresci junto com os manos aqui que estão envolvido com o movimento Hip-Hop e seus elementos que começamos fazendo aqui no Mutirão. A gente não tinha espaço mas no Arar a Dona Anália e o Braguinha deu um grande apoio. Na época era o Mano Vagner, Cabeça, o Mano Cross, o Mano David, o Base, Igor Cabeça,  o Bruno, o Mano Rasta, Mano Azul, Mano Deri,  Mano Bira, Baron, o David Down, o Mano Bill, Mano Pulga, e muitos moleques daqui mesmo como Mococa, o Cabecinha, todos formamos uma família. Nós fizemos um projeto em 2001, entregamos pra Dona Anália , foi aprovado o projeto no planejamento do Arar e fizemos o primeiro Exporua dentro do Arar. Aí liberaram pra nós seis microsistens pra sortearmos, liberou tinta, jogo de cama, brinquedo, boneca pra criança. Foi um projeto de interação, mobilização e consciência através da arte, música e do esporte. A gente já teve professor de basquete de rua, a bike, skate, inline, hip-hop com os b-boys e fizemos o 1º Exporua. Até igrejas vieram apresentar teatro. Quem colou com nós e não podemos esquecer: Mano Fino que não cobrou nada e trouxe a aparelhagem, o Mano D12 que pediu pra divulgar seu trabalho e muitos outros. Este projeto continuou todos os dias pois tínhamos uma família, juntou muita gente para aula de rap com o Mano Cross e Mano Vagner, o pessoal da Igreja Católica com a Periferia Ativa, tinha aula de grafite, arte no pano, arte na cerâmica, atividade que existe até hoje na Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição. Ai a moçada do rap começou a aparecer. O Reação MC e Conexão Zona Norte foram pra França, passaram em Roma.Hoje está tendo um evento inédito muito especial que ta reunindo gente que está na rua faz muitos anos e que tem que parabenizar pois muitos deles saíram do nada e deu a volta por cima” Mano Sinoé

E este encontro da família Hip-hop manauara varou a noite trazendo muita alegria e união a toda a arte de rua que se fortaleceu com mais uma produção.

No próximo fim de semana o Hip-Hop de Manaus continua com dois eventos: No sábado a moçada do Grafite vai estar reunida pelo Alvorada em um grande encontro e no domingo acontece a Batalha de Hip-hop [Break] da Juventude do MHM no Centro de convivência (ARAR) do Mutirão a partir do meio-dia.

No dia 29 de dezembro haverá ainda a 2a Edição da Batalha de Fim de ano que ocorrerá no CDC do Coroado 3 com entrada a 5 reais. No mesmo dia 29 haverá das 9 às 17 horas o 165 Graffiti Action no Muro do Residencial Cruzeiro do Sul, beirando a Av. Das Torres no bairro Águas Claras com presença de moçada de responsa como Audio, Broly, Blur, Godo, Izy, Lobão, Mafia, Paradise, Radar, Tina e muitos outros. Quiser uma tela esperta é só colar.

Grafitte, Street art, MTO

Abril 17, 2013

 

MTOMateoStreetArtistspikelee

5684423506_339112012a_z

MTOMateoStreetArtistHendrix

MTOMateoStreetArtistEminem

MTOMateoStreetArtistselfprotrait

 

6400724293_5096f0985f_z

6045773486_8cc6a6db55_z

A cena do grafitti e street art dos Estados Unidos e nos Estados Unidos

Janeiro 29, 2013

"Sum Times" by Aakash NihalaniAakash Nihalani, Sum Times, NYC

"Sum Times" by Aakash Nihalani

Aakash Nihalani, Sum Times, New York City

Bumblebee  e Zio Zielger- Culver City, USA

Bumblebee  e Zio Zielger- Culver City, USA

Bumblebeelovesyou Hollywood CA USA

Bumblebeelovesyou – Hollywood CA USA

ROA- NYC-Brooklyn

ROA- NYC-Brooklyn

ROA-2012-NYC- Williamsburg-9thxHavemeyer-by night-picture credit Luna Park_1000

ROA-2012-NYC- Williamsburg-9thxHavemeyer-by night-picture credit Luna Park_1000

ROA-2012The Painted Desert Project, Navajo Nation, Arizona.

ROA-2012- The Painted Desert Project, Navajo Nation, Arizona.

Wk interact Grafitti New York Ground Zero

Wk interact – Grafitti New York Ground Zero painting

Fotos do sítio Unurth

Devir/Dançar

Novembro 15, 2012

O devir-dançar de hoje traz mais uma história de uma personalidade da dança. E como corte-squizo trazemos um dos nomes mais importantes do break, estilo de dança que é um elemento dentro da cultura hip-hop.

Além de ser um pioneiro na dança e parceiro de Afrika Bambaataa, este b-boy foi responsável por ampliar a cultura do hip-hop através dos meios de comunicação e fez o hip-hop ser conhecido e de certa forma infelizmente virar uma cultura dominante fechada no guetto das cifras. Mas além de qualquer mercado a força da arte de rua continua, e B-boy London (Reyes) na humildade produz hip-hop.

————————————————————————————————-

B-Boy London conhecido também como London Reyes é um dos dançarinos pioneiros do estilo Break, que por sua vez é um dos elementos da cultura hip-hop.Além de seu trabalho com dança, o Break Boy London foi um dos criadores do New York City Breaker em 1983, junto como  e um dos responsáveis por difundir e ser um curador da cultura hip-hop em outros espaços como a televisão.

Sua imagem e voz proeminentemente mostradas em exibições no Cleveland’s Rock N’ Roll Hall of Fame e no Brooklyn Museum of Art como membro do crew NYC Breakers. O grupo foi responsável por levantar o hip-hop e suas raizes negras e balançar as estruturas ao imporem respeito inclusive dos grupos mais abastados.

E assim pela primeira vez B-boy London e o NYC Breakers entraram na casa branca para uma apresentação na noite de gala da posse de Ronald Reagan, e no Jogo das estrelas da Liga de basquete NBA (NBA All-Star Game).

London Reys também trabalhou no cinema divulgando o hip-hop em fitas como “The Freshest Kids”; “The Last Dragon”, “Krush Groove”, “Body Rock”. Na Televisão ele foi apresentador de diversos programas envolvendo hip-hop e esportes como Knicks Slam Poetry, Studio Y, Rap city, 88 Hip-hop e Squirt TV. Nestas experiências divulgou ainda mais o rap, break, e toda cultura hip-hop.

Como Breaker, B-Boy London viajou o mundo com várias estrelas do hip-hop dançando e entretendo shows de gente como: Gloria Estefan, Beastie Boys, Ice Cube, P Diddy, Wyclef Jean, LiL Kim, LL Cool J, Method Man,  Run DMC, Kurtis Blow, Sugar Hill Gang, KRS-One, Fat Boys,Slick Rick, entre outros.

Na TV

NYC Breakers

Lançamento do documentário hip-hop “Enraizados Na Arte”

Outubro 24, 2012

A escola de Hip-Hop Enraizados na Arte é uma iniciativa do Movimento Enraizados, com patrocínio da Petrobrás. Formou mais de 70 artistas nos 4 elementos da Cultura Hip-Hop, porém mais de 200 crianças e adolescentes passaram por experiências como aulas de Break, DJ, Rap ou Graffiti.

Durante os dez meses em que o projeto foi executado, foram colhidos depoimentos de artistas, jornalistas e personalidades que foram homenageados pela escola. Pessoas como Slow da BF, Alessandro Buzo, Onnurb, Amanda, DJ Nino, Cacau Amarau e BNegão participaram deste filme, além de muitos dos nossos artistas mirins. O filme será exibido pela primeira vez no dia 27 de outubro no Espaço Enraizados, e terá o lançamento simultâneo na internet.


Lançamento do DOC “Enraizados na Arte – O Filme”

Data e Horário: Sábado, 27 de Outubro, às 16:00
Local: Movimento Enraizados – Rua Thomás Fonseca, 509 – Morro Agudo. Nova Iguaçu/RJ
Entrada Franca

Se liga moçada do Hip-Hop! É GZA no Viaduto de Madureira

Setembro 7, 2012

Um dos grandes nomes do hip-hop mundial foi o grupo novayorkino Wu Tang Clan, que tinha como letrista o grande GZA. E por isto que hoje, dia da independência do Brasil, lembramos de este genero que surgiu na independência da cultura de rua negra. Esta grande fita vai rolar hoje (7) a partir das 23 horas no templo da cultura black carioca, o viaduro do Madureira.

GZA, também conhecido como “Genius”, autor de álbuns clássicos como “Liquid Swords” e Beneath the Surface”, estará pela primeira vez no Brasil mandando suas letras inspiradas em filosofias orientais. Um grande estudante de ciências, O gênio já deu até aulas em universidades. Então manda o hip-hop e balança as estruturas no viaduto.

Notas soltas

Julho 21, 2012

  • Aquela que o samba está nas veias, Mart’nália, estará hoje (21) em Recife no Baile Perfumado  a partir das 21 horas com uma grande roda de samba colocando a cidade abaixo com muita  alegria e com a presença do Samba  de Luxo. Sambárretado…
  • O grafiteiro e tatuador carioca Rodrigo Zerkowski  – o GODRI – abriu inscrições até o dia 29  de julho para a oficina Janelas da aula que inclui 16 aulas de grafite, estêncil e escultura  destinadas a adolescentes de 14 a 17 anos moradores de espaços populares da região do Rio  Comprido. As aulas rolarão a partir de 13 de agosto de segunda à quinta, das oito às doze  horas, incluem café da manhã e almoço e são gratuitas. Ficou afin? Inscreva pela página do  facebook ou pelo email oficinasgodri@gmail.com e começe a transformar a realidade das  quebradas com arte. Se estiver afin de ajudar o projeto financeiramente de uma olhada na  proposta e meta bronca na arte rouca das ruas.
  • O projeto Meu Caro Amigo Chico B. do Clube do Choro fecha o mês com apresentações de Daniela  Spielman que en-canta de quarta a sexta (25, 26 e 27) ao lado do Grupo Choro Livre. E no  próximo sábado (28) quem solta a voz é Carlos Jansen e Lúcia e Maria.Bora que a coisa aqui tá feia…
  • O Festival Flamenco de Curta-Metragens (FFLAC) chega ao Brasil a partir desta terça (24) no  Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro, onde em curta temporada promove cinema,  dança, canto, poesia, música e comportamento. Infelizmente o Centro não divulgou (outra vez)  a programação fo Festival…

  • Um dos mais importantes grupos de Ballet do mundo estará se apresentando no Theatro  Municipal do Rio de Janeiro neste fim de semana (21 e 22). Trata-se do Balé do Teatro Scala  de Milão que com trilha sonora interpretada pela Orquestra Sinfônica de Barra Mansa traz ao  palco o balé Giselle. As apresentações ocorrem a partir das 17 horas e tem ingressos módicos  a partir de 150 tocos…
  • Joinville é a capital mundial da dança, pois nesta semana rola o Festival de Dança de  Joinville que vai até terça (24). Com 30 anos de existência o festival traz apresentações de  todo o mundo na Mostra Contemporânea de Dança (não competitiva), o Festival Meia Ponta (para  crianças), a Feira da Sapatilha, o Encontro das Ruas, Rua da Dança, Palcos Abertos, cursos e  oficinas, e seminários de dança.
  • O SESC São Paulo está em todas suas unidades apresentando a enorme Mostra SESC de Artes que  rola até o fim do mês com uma programação extensa que inclui as mais diversas artes como a  performance visual alemã Glass, obras de Carmela Gross, Nuno Ramos, Ivan Puig, etc…  cinemas de Guy Maddin, Gustave Deutsch, Irmãos Lumiére, Win Wenders, Michel Ocelot, Werner  Herzog, a música hip-hop dos sul africanos  Tumi and the volume, Tom Zé, os catalãos do  Residual Gurus, os manamericanos do Denge Fever e muito mais artes…

 

  • A Cinemateca Brasileira em São Paulo exibe na próxima sexta (27) mais uma edição do Curta  Cinemateca Especial, com curta de novos realizadores. Quer exibir teu curta? Pode enviar seu  pedido para o e-mail programacao@cinemateca.org.br. Com entrada franca este mês rola All you  need is love, de Wagner Depintor; Aquém das nuvens, de Renata Martins; Livraria Ornabi, de  Camilo Cassoli; Nuanças, de Geraldo Blay e  Susana, de Rodrigo Chevas e Mc Fernandes.

  • Tadeu Jungle é um dos grandes artistas cineastas que trabalhou em publicidades, na televisão  e muitas outras piração… É por isso que a Cinemateca Brasileira exibe a partir de terça  (24) uma mostra deste artista trazendo cinemas com Amanhã Nunca Mais, Amazônia Niemeyer –  uma viagem pela estrada Belém-Brasília, Amores Expressos, Avesso Festa-Baile, Ela Faz  Cinema, Evoé, retrato de um antropófago, Frau, Heróis 2, Iemanjá, Isto teve roteiro?, O  Pograma do Ratão (sic), Passarela, Quem Kiss Teve. Videoclipes como Pesar, Poder, Proibida  pra mim, O silêncio e muito mais…

 

  • O The Who anunciou sua nova turnê Quadrophenia esta semana. Grandes coisa…. Mas o maluco  da coisa é que eles lembraram aqueles que iriam assistir uma apresentação que foi cancelada  em 1979 na cidade americana de Providence poderão utiliza-los no show da banda que vai rolar  no ano que vem na cidade. Se a maluquice fosse só esta tava de boa. O guitarrista depois de  velho brincou que experimentou a (hoje enrugada) caceta de Mick Jagger e que não esquece do  gosto… Ainda bem que brincadeiras não tem idade…

Arrigo Barnabé em celebração dionisíaca…

Notas borbotas

Maio 26, 2012

  • Nesta semana o grupo Racionais MC’s gravaram partes de um vídeo no  prédio Marighella localizado na Cracolândia de São Paulo e ocupado  pelos sem teto. O local está em conflito entre os moradores, que estão  a poucos dias de conseguir o imóvel pelo usocapião, com 5 anos de  posse, e autoridades que defendem o proprietário (que por sua vez não  paga o IPTU há anos). Com 1.300 pessoas na ocupação o Racionais foram  dar apoio ao grupo sem-teto, que pode ser expulso com a mesma  truculência usada em Pinheirinhos. Estamos neste apoio pelo povo e sua  terra de direito.

 

  • O Museu de arte moderna da Bahia (MAM-BA) traz para o brasil a mostra  ‘Remue-ménage’que mistura artistas suíços e brasileiros em projeto  interativo.Estarão presentes intervenções, performances, encontros e  oficinas de artistas brasileiros e suíços, movidos por questões acerca  da arte contemporânea. Além disso algumas obras tem um tema comum: as  relações de gênero e o feminismo. Artostas como Adailton Santos e  Esther Maria Jungo terão trabalhos expostos até o dia 22 de julho com  entrada gratuita.

 

  • O Museu Memorial da Navegação em Belém do Pará está com uma exposição  em cartaz pela última semana. Trata-se de Mangal das Garças que reune  10 fotografias de quatro fotógrafos paraenses: Alexandre Lima, Armando  Queiroz, Geraldo Ramos e Rafael Araújo. A idéia é mostrar a relação do  homem com o rio, e a natureza.

 

  • O Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro inaugura nesta  terça (29) a exposição “Amazônia – Ciclos de Modernidade” que fica em  cartaz até 22 de Julho. A idéia é apresentar a cultura amazônica por  meio de sua arte, arqueologia, história e urbanismo, usando a  tecnologia para envolver o público.

  • Quer ver belas mulheres nuas? O Museu de Arte de São Paulo (MASP) traz até o dia 15 de julho a mostra do pintor de belos nus “Amedeo Clemente Modigliani: Imagens de uma Vida” que conta a vida e obra do italiano. Com 61 obras de Modigliani e sua mulher Jeanne Hébuterne, a mostra traz também manuscritos, cartas e fotografias. Depois do Masp a mostra segue para o Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba.

 

  • Rabin Ajaw. Calma, isto não é uma ofensa. É o nome da exposição que  ocorre a partir desta terça (29) no Centro Cultural Banco do Brasil.  Rabin Ajaw são os rostos, expressões, ritos, materiais, mitos e peças  de vestuário que retratam a origem e a cultura maia da Guatemala.

 

  • A Gauchada sui generis continua comandando o som no Centro Cultural  Banco do Brasil do Rio e desta vez trazem hoje (25)  o grande Leandro  Maia e Banda com participação especial do pianista André Mehmari.  Barbaridade tchê!

 

  • O Açougue T-Bone em Brasília que além de trazer seus produtos, corta a  carne de vocês com cultura apresenta nesta quinta(31) a 31ª Noite  Cultural T-Bone trazendo Ivan Lins para Brasília e ainda contará com os  músicos Manassés e Zelito Passo com entrada franca. Só o filé…

  • A  cantora Preta Gil entrará para o mundo da moda, onde dirigirá e  assinará uma linha de roupas GG, para as mulheres repletas de fofura,   na nova coleção da C&A chamada Special For You Preta Gil que estará  disponível em julho.

 

  • A Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado aprovou nesta semana o PL  556/07, que vai permitir às rádios comunitárias receberem recursos do  Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para aquisição de  equipamentos, modernização das instalações ou para a produção de  programas culturais e educativos, assim como cursos de formação  profissional. Além disso com a aprovação de outra PL, a 629/11, as  rádios comunitárias poderão receber. Sintonize comunidades.

 

  • A partir desta segunda (27) e até o fim da semana a cidade cosmopolita  de  São Paulo vai celebrar a cultura e as tradições das diferentes  comunidades imigrantes na Festa do imigrante. Com atividades  diversificadas como espaço infantil, intervenções cênicas, distribuição  de impressos com curiosidades sobre diferentes idiomas, culinária show,  oficinas de artesanato. A festa ocorre no Complexo da antiga Hospedaria  de Imigrantes na Mooca,e contará também com o espaço do Cine Imigrante  que apresenta longas como “O ano em que meus pais sairam de férias” de  Cao Hamburger; Baile Perfumado de Lírio Ferreira e Paulo Caldas; “Um  Passaporte húngaro” de Sandra Kogut; e curtas como “Avós de Michael  Wahrman, “Chá verde e arroz” de Olga Futemma; Dov’é meneghetti” de Beto  Brant e Lampião, o Rei do cangaço de Benjamin Abrahão.

 

  • A Cinemateca Brasileira em São Paulo exibe até o próximo fim de semana  a mostra “Mestres do cinema Mexicano” que traz com entrada franca  grandes clássicos ainda pouco conhecidos do público. Destaque para A filha do engano, El gran calavera, A ilusão viaja de trem, Nazarin  e  Subida ao céu todos de Luis Buñuel. Haverá também uma parte dedicada ao  lutador El Santo em cinemas como Anónimo mortal, de Aldo Monti; Santo y  Blue Demon contra los monstruos, de Gilberto Martínez Solares e Santo  contra las lobas, de Jaime Jiménez Pons e Ramón Obón.

  • Atenção malandragem de Brasília, esqueçe durante o fim de semana o Cachoeira que não abre a boca… Venha neste fim de semana para um pagode do bom na Choperia Maracanã que traz hoje (26) às 18hrs a presença dos sambiastas magistrais Nelson Sargento, Agenor de Oliveira e o Grupo Maracangalha. E amanhã (27) segura o compasso com Noca da Portela, Osvaldinho da Cuica e os cantores Tyayro e Vinicius de Oliveira a partir das 16hrs. Até as 16 horas do sábado ingressos masculinos de 10 reais, e femeas na faixa. E no domingo até o mesmo horário entrada de 5 reais. Então samba neném.

 

  • A Cinemateca Brasileira exibe a partir da próxima sexta (1) a  “Docpoint- mostra de documentários finlandeses” que ficará até o  próximo domingo (3). Na programação docs como Como se apanha frutos  silvestres  de Elina Talvensaari; Crianças de guerra de Erja Dammert; Entre sonhos de Iris Olsson; Eternamente teu de Mia Halme e O vapor da  vida de Joonas Berghäll e Mika Hotakainen.

 

  • Os sapos coacham, Freud explica, e a Cinemateca Brasileira traz um  ciclo de cinema e psicanálise com “Tradição invenção” que começa neste  domingo (27) e vai até outubro.Sempre as 18 horas do domingo, o ciclo  será inaugurado no dia 27 de maio com a projeção da série de 3 partes  Imagens do inconsciente, dirigida por Leon Hirszman que registrou o  trabalho da psiquiatra Nise da Silveira e a arte produção, e serão  exibidas uma a cada domingo.

 

  • O movimento BaixoCentro pretende organizar uma festa junina no fin-ado  Elevado Costa e Silva, o Minhocão, simbolo da corrupção. Em parte da  programação homenageará o centenário de Luiz Gonzaga e terá contação de  histórias, artistas de rua encenação de folclores juninos, além de um  enorme casamento coletivo. A festa está prevista para 1º de julho das  15h às 22h. Com muita festa e atividades de associações, centros  culturais,entre outros para estourar as veias do coração paulista.

  • O jovem Felipe Rima, rapper de Fortaleza, recebeu o Prêmio Soluções  Posithivas que reconheceu os melhores do desafio no Brasil, chamado de  Juventude HIV/AIDS – Assuma a Liderança. O músico participou junto com  a equipe do “Batuque do Coração” que lutou através de atitudes e letras  contra a propagação da SIDA entre os jovens.O rapper além de suas  letras sensibilizadoras anexou um preservativo personalizado em cada  exemplar do disco. O poeta rapper continuará nas lutas das quebradas  contra o HIV.

 

  • A Oi Futuro de Belo Horizonte apresenta nesta terça (29) a exposição Palavraimagem às 19h de Rogério Fernandes, artista mineiro/nordestino,  que vai contar ao público sobre suas criações em superfícies múltiplas, que levam arte para ambientes até então pouco explorados por artistas convencionais.  Então se liga que a entrada é aberta a todos…

 

  • O cabuloso Lealsoundsystem fará única apresentação neste domingo (27) às 19 horas na Oi Futuro de Belo Horizonte. Com uma mistura da musica jamaicana que inclui: Ragga, Jungle, Reggae, Ska, Rocksteady, Reggae ‘n’ Riddims, African Roots, Roots Reggae, Dance Hall. Com o DJ Renatito no comando, e  intérpretes de renome da musica mineira nos vocais, o espetáculo traz vinhetas jamaicanas originais, samplers e soundsystem. Ingressos a 15 tocos leais.

 

  • O projeto “Meu caro amigo Chico Buarque” do clube do choro apresenta hoje (26) a Orquestra Popular Marafreboi e de quarta a sexta (30 a 1) Léo Gandelman e seu saxofone. Tem muito samba, muito choro, rock and roll…

  • A louvável Beatriz Moreira Costa, Mãe Beata de Yemanjá, foi convidada  pelo Itamaraty, e pela Organização das Nações Unidas (ONU), para abrir  a Conferência do Fórum das Mulheres da ONU, jundo com algumas chefes de  estado no dia 19 de junho no Rio de Janeiro. Mãe Beata vai lançar em  Fortaleza amanhã (27) às 16 horas no Theatro José de Alencar seu livro  “Caroço de Dendê – A Sabedoria dos Terreiros”. Haverá homenagens aos  Orixás com participações do Afoxé Acabaca e Ponto de Cultura Alagba.A  entrada para o evento é 2 kilos de alimento não perecível.

 

  • O Cine Clube Curta Doze e Meia do Centro Cultural dos Correios exibe nesta quinta (31) os curtas Pedaço de Papel, Gravidade, Os Inocentes, Fui!!! e José Roberto, o funcionário público telepata.

Das memórias do Hip Hop Paulista: Nos tempos da São Bento

E vamos nestas notas, pois só sobrará as borbotas!!!

HIP-HOP AFIN NUM BREAK KINEMASÓFICO

Abril 8, 2012

Como vêm ocorrendo há um mês o espaço do cinema Kinemasófico se juntou com o Break do Hip-hop produzido por algumas crianças do Novo Aleixo, que organizaram um torneio de Break afinado. B’boys e B’girls que durante todo o mês de março estiveram disputando a eliminatória desta vez estavam na grande final. As duas duplas do crew que disputaram foram Maiconardo (Maicon e Eduardo) e Willian Júnior. Mas antes da competição a criançada curtiu o cinema

A LENDA DO VENTO NORTE

Título Original: La leyenda del viento del Norte
Ano: 1992
Diretores: Maite Ruiz de Austri, Carlos Varela
País: Espanha
Duração : 69 minutos
Sinopse (Resumo da História do Filme) : Duas crianças embarcam clandestinamente em um barco de caçadores de baleia. Durante a viagem, descobrem a dura realidade desde grandes animais e fazem de tudo para salvá-las. Porém eles correrão grande perigo pois um homem muito mau e poderoso se encontra no navio. Mas eles encontrarão um povo que vive recluso de quem pedem ajudas. Conseguirão eles salvar as baleias e acabar com a caça?
———————————————————————————————–

Após o fim do cinema, as duplas se aqueceram e entraram na roda para a grande final. Apresentadas para o público as duplas começaram a dança break e mostraram que o estudo e dedicação à arte do hip-hop vale a pena.

Acima vemos algumas fotos da apresentação da dupla Maicon Douglas e Eduardo que esbanjaram muita técnica e habilidade em seus passos. Porém a dupla William-Junior também não ficou pra traz mostrando em sua coreografia em provocação a outra dupla, como podemos ver abaixo.

E a competição foi esquentando a cada apresentação que se alternava e o nível ficava cada vez melhor. Aos poucos as duplas foram introduzindo novos movimentos fervilhando a comunidade toda que estava presente. Palmas pra que te quero…

E após a disputa o B’boy que treina o Crew elogiou o empenho de todos os garotos que participaram do torneio, e disse que são muito talentosos tendo um grande caminho na dança break… Porém ele também caiu na roda e mostrou sua habilidade e prática para todos recebendo muitos aplausos.

Chegou então a hora da votação. O público presente estava muito entusiasmado com os concorrentes o juri popular decidiu por empate. Então o juri técnico formado por professores, alguns dançarinos e pais presentes decidiu os vitoriosos: a dupla Willian e (Anderson) Junior que ganharam dois pares de tênis e um kit hip-hop. O segundo lugar também recebeu um kit hip-hop e uma calça de break.

E para repor as energias todas crianças receberam as tradicionais pipocas salgada e doce seguidas de um delicioso e nutritivo bolo de cenoura tradicional da Afin. E enquanto for produzida a alegria nunca acaba esta noite a festa continua hoje a noite com a festa de Judas.

Devir/Dançar

Março 22, 2012

O Devir/Dançar vem mostrar nesta quinta que não é uma coluna apenas voltada a chamada dança clássica. Não se restringe a um monte de bailarinos em seus collants ou figurinos. Dança envolve todo um movimento transformador do corpo… do corpo social também.

Por isso entramos na dança de rua, que envolveu o movimento hip-hop com seus elementos incluindo o break (com os b-boys e b-girls), o locking, popping, bugaloos, os power moves e muito movimento dos corpos que não se deixa ser endurecido pela exclusão.

Clássico hip-hop tirado do lendário cinema Wildstyle e que tem muita cena de dança, além da música de Busy Bee, Rodney Cee, e o mestre das pickups Grandmaster Flash

Batalha de break em Berlin

Break nos anos 80

O popping de Salah

O locking do fabuloso Flockey

Break e outras misturas mandando ver

Clássico vídeo com as pickups scratching (escranchadas) de Grandmaster Flash com cenas de dança e graffitis