AS VERDADEIRAS PIADAS DO POETA LUSITANO MANUEL MARIA BARBOSA DU BOCAGE E SUA PERVERSIDADE NO CIBERESPAÇO

capa 001

Manuel Maria Barbosa do Bocage nasceu no dia 15 de setembro de a1765, em Setúbal, Portugal. Foi membro da Escola Francesa também conhecida como Arcádia. Lá Du Bocage era conhecido pelo pseudônimo de Elmano Sadino.

pagina 001 pagina 002

Bocage foi um homem muito inteligente e criativo, além de criar sonetos, epigramas, trovas e seletas piadas teve uma existência profundamente movimentada e rica. Foi boêmio, viajou para Índia como soldado, foi preso, condenado por se dizer ateu, levado à Inquisição, frustrado apaixonado por Maria Vicência que não casou com ele por ele ser  ateu e assim cumprir um pedido de sua mãe, traduziu o livro Metamorfoses de Ovídio, a 5ª Bucólica de Virgílio, foi internado no hospício das Necessidades…, e outras riquezas mais.

pagina 003 pagina 004

Du Bocage bem que procurou a fama e o reconhecimento, só que às 10horas da manhã do dia 21 de dezembro de 1805, ele morreu pobre, na miséria, na casa de uma irmã. Embora o povo tivesse passado todo o tempo de sua enfermidade orando na frente da casa. Era um poeta do povo.

Agora, esse blog esquizofia em suas indiscernibilidades movimenta para além do ciberespaço na tirania-dissipadora da informática a perversidade de expressar um livro que escapa dessa tirania-dissipadora permitindo que você possa sofrer em não poder molhar a ponta do dedo e saltar de folha em filha desse livro, mesmo com as folhas em sua frente. Uma perversidade produzida pela cibernética. Você tem o livro, mas não tem. Porque o que você tem na tela não tem perspectiva tridimensional que envolve a percepção. Porque nessa perversidade-informática você tem que se contentar com um livro-virtual sem sombra, sem rastro e sem consequência e sequência. Sem a sensualidade de um livro publicado em 1956. Sem poder tocar em suas páginas amarelecidas. Sentir o cheiro do mofo. Imaginar seus percursos como ente literário. Que perversidade.

pagina 005 pagina 006

Essa a piada mais verdadeira de Bocage. O autor que no Brasil, erroneamente, foi tido como o piadista da pornografia e da pornofonia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: