Archive for the ‘Documentos’ Category

A LISTA DE FURNAS, DOCUMENTÁRIO DE MAX ALVIM

Fevereiro 29, 2016

Captura de Tela 2016-02-27 às 17.00.40

O documentário A Lista de Furnas é uma produção cinematográfica dirigida pelo talentoso cinegrafista Max Alvim com roteiro escrito pelo jornalista Joaquim de Carvalho que mostra o esquema de corrupção em que o senador Aécio Nunes é acusado de ser o grande coordenador.

Uma artística-política que o povo brasileiro não deixar de assistir e tomar sua posição para que a democracia brasileira seja solidificada sem farisaísmo, onde os corruptos se apresentam como honestos, ilibados, probos muitos amparados pelas mídias aberrantes e setores institucionais que agem contra o Brasil.

Esse documentário é uma grande colaboração para a construção da consciência  democrática do povo brasileiro que o site Diário do Centro Mundo dirigido pelo jornalista Paulo Nogueira, proporciona com magnífica honestidade.

Assista! Se possível saboreando pipoca entre boas gargalhadas ao comparar o que falam as testemunhas com os comportamentos dos “honestos”.

 

Anúncios

Sesc comemora aniversário de biblioteca de partituras online com concertos em 26 estados

Abril 9, 2013

da Agência Brasil

O Serviço Social do Comércio (Sesc) comemora no próximo sábado (13) o primeiro aniversário do projeto Sesc Partituras, que tem como objetivo o resgate da música erudita brasileira, com 26 concertos em 24 estados do país. Em cada um deles foram convidados para as apresentações músicos, corais e orquestras locais, como forma de incentivar os artistas regionais.

Única biblioteca online de partituras, com acervo exclusivamente de compositores brasileiros, o projeto disponibiliza gratuitamente obras na íntegra, desde o período colonial até os dias atuais. Algumas das partituras, algumas composições são acompanhadas de arquivos de áudio no formado MP3, com a execução mecânica da partitura, gerada por um software de editoração.

“Nosso principal objetivo é preservar e difundir o patrimônio musical brasileiro, democratizando o seu acesso”,  explica a coordenadora do projeto, Sylvia Guida. Muitos dos compositores incluídos no acervo ainda são jovens, conhecidos apenas nas suas regiões. O site do projeto tem uma média de 4.500 acessos por mês e, além de todo o conteúdo da biblioteca, oferece aos músicos a possibilidade de inclusão de suas novas obras. Para isso, há um canal de comunicação direta com os administradores do projeto.

Entre outros, estão confirmados na programação que celebra o aniversário do Sesc Partituras as orquestras Sinfônica de Teresina (PI), Sergipana de Contrabaixos (SE) e Sinfônica dos Girassóis (TO), os quintetos de Sopros da Amazonas Filarmônica (AM) e de Cordas Unisinos (RS), os quartetos Musical (DF), de Trombones da Paraíba (PB) e o trio Caldo de Cana (MS). Em alguns estados, vão se apresentar solistas, como o violonista Nonato Leal (AP), o violinista Anderson Rocha (GO) e o pianista Marcos Aragoni (SP).

No Rio de Janeiro, o concerto será do Quinteto Lorenzo Fernandez, às 19h, no Teatro da Escola Sesc de Ensino Médio (Esem), na Avenida Ayrton Senna, 5677, em Jacarepaguá, zona oeste da cidade. No repertório, obras dos compositores Ernesto Nazareth, Guerra Peixe, Francisco Mignone, Orlando Alves e Rafael Bezerra.

A programação completa dos concertos nas demais capitais está disponível no site do projeto.

Raridade sobre a história do cinema exclusivo da Afin para o mundo

Outubro 5, 2012

 

A Associação Filosofia Itinerante (Afin) pelo seu vetor kinemasófico vem trazer mais um documento sobre a história do cinema, como já haviamos feito no afinado Um Breve Toque sobre a História dos Cinema: um plano para as crianças. Este novo material conseguido em um antiquário é uma cartilha contando sobre a história do cinema.

Este livreto de cinema que está em domínio público por ser de 1930, é uma obra kinêmica de  R. Millaud, publicada em francês em 1925 e traduzida para o português por Costa Marques (Eng. Industrial I.I.C.P.) dentro da coleção Encyclopedia Pela Imagem. Esta cartilha conta desde os primeiros aparelhos que tentavam reproduzir as imagens com a velocidade da percepção da retina humana, e todos seus elementos como o obturador, mecanismos de desenrolamentos, tiragem da positiva, retardador, armazem, objetivas, mecanismos de arrastamento.

Além disso há capítulos sobre a fabricação dos filmes (sobre estúdio, iluminação, cenário, trajes, fotografia, animação, efeitos especiais, a tentativa de criar o cinema colorido e muito mais), sobre o cinema de amadores (sobre as máquinas para amadores, cinemas no ensino, entre outras coisas).

Não esquecendo que quando esta obra foi publicada ainda não havia o cinema totalmente colorido (somente havia a coloração a mão, ou mecânica, mais ainda não satisfatória). Além disso quando ocorreu a publicação em português, havia apenas um ano em que o cinema falado havia sido produzido em O Cantor de Jazz (The jazz singer, 1929).

DO TRATAMENTO

Esta edição foi escaneada afinadamente e teve um tratamento de imagem para retirar a o amarelamento da página via Photoshop, através de experimentos. Para saber como foi retirado o amarelado (ou as páginas amarelas) criados pelo tempo, nosso blog dá a receita.

Abra a imagem no Photoshop, na aba Camada (Layer) clique em nova camada de ajuste (New Adjustment Layer) e em Matiz/ Saturação (Hue/Saturation) e coloque a Saturação (Saturation) em -100% (toda pra esquerda). Pronto a página amarelada ficou branca. Isto só não funciona perfeitamente onde há manchas.

DOWNLOAD

Para baixar O Cynema da Coleção Encyclopédia pela imagem escolha uma das opções abaixo. Esta pode ser impressa, lida e distribuida gratuitamente, uma vez que se encontra em domínio público, ou quando uma obra passa mais de 70 anos de sua publicação.

Tamanho Completo (1350X1890)

Tamanho reduzido (1017 X 1416)

 

 

 

 

Sentença Judicial das antigas

Março 5, 2012

SENTENÇA JUDICIAL EM 1833

PROVÍNCIA DE SERGIPE

O adjunto de promotor público, representando contra o cabra Manoel
Duda, porque no dia 11 do mês de Nossa Senhora Sant’Ana quando a
mulher do Xico Bento ia para a fonte, já perto dela, o supracitado
cabra que estava de em uma moita de mato, sahiu della de supetão e fez proposta a dita mulher, por quem queria para coisa que não se pode trazer a lume, e como ella se recuzasse, o dito cabra abrafolou-se dela, deitou-a no chão, deixando as encomendas della de fora e ao Deus dará. Elle não conseguiu matrimonio porque ella gritou e veio em amparo della Nocreto Correia e Norberto Barbosa, que prenderam o cujo em flagrante. Dizem as leises que duas testemunhas que assistam a qualquer naufrágio do sucesso faz prova.


CONSIDERO:

QUE o cabra Manoel Duda agrediu a mulher de Xico Bento para conxambrar com ela e fazer chumbregâncias, coisas que só marido della competia conxambrar, porque casados pelo regime da Santa Igreja Cathólica Romana;

QUE o cabra Manoel Duda é um suplicante deboxado que nunca soube respeitar as famílias de suas vizinhas, tanto que quiz também fazer conxambranas com a Quitéria e Clarinha, moças donzellas;

QUE Manoel Duda é um sujeito perigoso e que não tiver uma cousa que atenue a perigança dele, amanhan está metendo medo até nos homens.

CONDENO:

O cabra Manoel Duda, pelo malifício que fez à mulher do Xico Bento, a
ser CAPADO, capadura que deverá ser feita a MACETE. A execução desta peça deverá ser feita na cadeia desta Villa.

Nomeio carrasco o carcereiro.

Cumpra-se e apregue-se editais nos lugares públicos.

Manoel Fernandes dos Santos
Juiz de Direito da Vila de Porto da Folha

Sergipe, 15 de Outubro de 1833.

Fonte: Instituto Histórico de Alagoas