Archive for the ‘Papai Noelson’ Category

A Culminância da solidariedade e do amor constitutivo no Natal com Nelson Noel

Dezembro 25, 2012

Nelson Noel 2012 (16)

Não há nada demais no natal. Todo o discurso típico da época, envolvendo solidariedade, altruísmo, afetividade, igualdade social, amor ao próximo, religiosidade, abundância em alimentos e bebidas variadas, a família alegre reunida em torno da mesa, o carinho dos pais aos filhos; todo o simbolismo natalino, que alimenta as últimas esperanças de existências que resolveram esquecer-se de si mesmas durante boa parte do ano, na noite da véspera do natal, colore as pálidas alegrias. Então é festa! Mas festa no seu sentido pontual: após os comes e bebes, retorna-se ao ordinário estado de coisas constituído.
Mas no natal promovido pelo companheiro, pai, marido e empresário Nelson Rocha, o popular Nelson Noel – e por seus amigos – o personagem criado para alegrar, trata de arrematar toda a solidariedade e o amor constitutivo que vão sendo tecidos durante o ano, culminando no dia 24 de dezembro há onze anos. Nelson Noel não espera a noite chegar; inicia a festa da alegria cristiana já nos primeiros raios de sol que iluminam o núcleo 5 do bairro Cidade Nova, local onde os amigos e Nelson Noel se reúnem, fazem suas orações e iniciam a carreata que conta com vários carros e pessoas à pé, responsáveis por fazer a distribuição do delicioso sorvete para as crianças, que vão tornando a existência mais suave com seus longos e autênticos sorrisos iluminados.
Nelson Noel 2012 (36)

Nelson Noel 2012 (5)Nelson Noel 2012 (15)

Nelson Noel 2012 (12)

A alegria cristiana não envolve somente as crianças. Todos os moradores dos bairros da Cidade Nova, Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, Novo Aleixo, Águas Claras e Carlinhos da Carbrás (Parque São Pedro) saem às ruas e vão ao encontro de Nelson Noel para abraçá-lo, beijá-lo, para um simples aperto de mão, para compartilhar da festa.
Festa que não é em seu sentido pontual: a festa é durante o ano todo, sem hora ou data para terminar. Uma festa que se constrói à medida que é nutrida por tudo aquilo que faz o natal existir, mas de modo autêntico, verdadeiro e que não espera o sono chegar para que papai Noel entre sorrateiramente e deixe os presentes enquanto crianças dormem, posto que Nelson Noel vai ao encontro das crianças na luz clara do dia, abertamente.
Junto com diversos voluntários que moram na Cidade Nova e outros bairros de Manaus, Nelson Noel foi construindo esta festa. Muitos ajudaram com a doação de fardos de açucar, outros com sua disposição e apoio técnico, outros ainda decidiram participar auxiliando a distribuir o sorvete enquanto vários motoristas forneceram seus carros para a carreata dos bairros da Zona Leste e Norte de Manaus.
Os bons encontros natalinos, entre a multidão nos bairros visitados e Nelson Noel, foram acontecendo durante a carreata. Esta se iniciou no núcleo 5 da Cidade Nova onde Noelson acordou ansioso pelo grande dia de sua produção solidária natalina. Com sua alegria e disposição, o incansável Nelson superou neste ano diversas dificuldades e pode fazer uma nova distribuição sorvetal natalina para as crianças de Manaus.
Logo cedo Nelson se vestiu e transformou-se em Nelson Noel e começou a divulgar nos arredores da Cidade Nova o grande encontro com as crianças de todas a idade (inclusive adultas e idosas). Os carros começaram então a serem carregados de sorvete e a carreata foi se formando em frente da lanchonete Degust’Gula, onde Nelson promove encontros culinários todos os dias.
Nelson Noel 2012 (3)
Nelson Noel 2012 (37)
Nelson Noel e a moçada da Afin

Nelson Noel e a moçada da Afin

Antes de iniciar as atividades houve uma oração para agradecer mais um ano novo em que este encontro coletivo e solidário do Nelson Noel pode acontecer. Logo a carreata com Nelson Noel em cima de um carro seguiu pelas ruas do núcleo 5 do Cidade Nova.
Nelson Noel 2012 (38)
Neste bairrro onde Nelson trabalha, a população conhece o trabalho do Nelson Noel desde o início e sempre incentivou a empreitada. Lá Nelson viu crescer muitas crianças durante este 11 anos de Natal Solidário que hoje já estão adolescentes e cujo o reencontro a cada ano emociona Nelson.
Ainda nos primeiros metros da Cidade Nova, Nelson desceu do carro e seguiu a pé o encontro com os comunitários. Todas crianças corriam para abraçar Nelson Noel e também traziam suas sacolas, panelas e vasilhames para enche-los de sorvete e da alegria deste encontro natalino.
Nelson Noel 2012 (7)
Nelson Noel 2012 (8)Nelson Noel 2012 (6)
Nelson Noel 2012 (11)
O percurso seguiu depois entrou pelo Nossa Senhora do Perpétuo Socorro onde uma multidão de crianças, idosos, trabalhadores e transeuntes receberam Nelson Noel com muita alegria.
A carreata seguiu diversas ruas no bairro até chegar na rua principal, onde diversas pessoas sairam de seus cotidiano para também ter este encontro noelsonlino. Algumas estavam no salão de beleza, outras preparando a ceia, outros trabalhando em obras, pintura de letreiros, no comércio. Mas todos pararam suas atividades para dar um abraço festivo em Nelson Noel e em seus vizinhos.
Afinal a caravana da solidariedade acontece todo ano e cria uma subjetividade própria aos encontros comunitários que produzam afetos alegres e aumentem a potência de agir de cada pessoa.
Nelson Noel 2012 (17)
Nelson Noel 2012 (13)
Nelson Noel 2012 (10)
Nelson Noel 2012 (18)
Nelson Noel 2012 (14)
Nelson Noel 2012 (10)
Nelson Noel 2012 (19)
Nestes encontros Nelson Noel sempre encontra pessoas que devido alguma deficiência são excluidas pela sociedade capitalista e suas instituições que só se interessam com aqueles que estão aptos a serem explorados. Estas pessoas recebem o carinho de Nelson Noel que com seu coração sensível se emociona com este encontro.
Depois da longa caminhada pelas ruas do Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a carreata foi recarregar os isopores com sorvetes enquanto o resto da equipe do Natal Solitário ajeitava os detalhes da próxima parte da caminha. Com as forças e os carros reabastecidos a alegria de Nelson foi carregando as pessoas através dos núcleos 3, 4 e 16 da Cidade Nova rumo ao próximo bairro.
Nelson Noel 2012 (20)
O bairro do Novo Aleixo, onde a Afin desenvolve algumas de suas atividades, foi a nova parada da carreata. Pelas ladeiras e ruas Nelson Noel e seus voluntários adentraram o bairro e o carregaram de muita festividade neste encontro comunitário.
No Novo Aleixo a população sempre acolhe com muito afeto a presença da carreata e dos trabalhadores voluntários em sua solidariedade e neste encontro todos aparecem para prestigiar e compor novas formas de relações humanas durante o natal.
Nelson Noel 2012 (21)
Nelson Noel 2012 (22)
Nelson Noel 2012 (23)
Nelson Noel 2012 (24)
Nelson Noel 2012 (26)
Quando a Nelson Noel chegou na rua Jaú, dezenas de crianças já esperava a presença deste festejo para receberem e darem muitos abraços e sorvetes. Muitas das crianças e comunitários participam das atividades afinadas como o cinema, a bandinha do outro lado, os cursos e encontros que ocorrem durante o ano.
Neste ano os afinados sugeriram um novo trajeto pelo caminho inverso do passeio dionisíaco da bandinha carnavalesca e assim foi possível Nelson Noel pode passar por novos territórios, ter novos encontros e presentear mais crianças.
Em todos os lugares onde passava a comunidade não deixava o papai noel Nelson sem abraços e trocas de afetos. E nestes encontros pode-se além de distribuir sorvete produzir o verdadeiro amor constitutivo do Natal.
Nelson Noel 2012 (25)
Nelson Noel 2012 (1)
Nelson Noel 2012 (32)
Nelson Noel 2012 (33)
Nelson Noel 2012 (35)
Nelson Noel 2012 (27)
Nelson Noel 2012 (31)
Nelson Noel 2012 (29)
Nelson Noel 2012 (39)
Dentre tantos amigos que já participam há vários anos do evento natalino, o menino Ezequias, participando pela primeira vez da caminhada natalina, tornou-se um destaque na festa como um ajudante de Nelson Noel. Isto em razão de ele manifestar sua vontade de fazer parte da alegria, ajudando a entregar os sorvetes.
O menino Ezequias, de 11 anos, com seus pés descalços, levava sorvete e carinho a todos que encontrava. Longe de Nelson Noel estar praticando exploração do trabalho infantil. Ele compreende que o trabalho somente é uma exploração quando as energias mental e física do trabalhador são subtraídas, no intuito de favorecer o domínio de um sobre o outro.
Mas na carreata, a participação do menino Ezequias foi trabalho vivo, pois sua ação foi motivada pela afirmação da vida como produção solidária, criando laços afetivos sólidos com as comunidades por onde passava, demonstrando a compreensão que uma criança pode ter das distintas situações de outras crianças na mesma cidade. Ezequias fez de sua ação construção de bons encontros, divertindo-se com sua enorme disposição para a vida.
Nelson Noel 2012 (28)
Nelson Noel 2012 (30)
Nelson Noel 2012 (2)
Nelson Noel 2012 (34)
Nelson Noel 2012 (40)
Nelson Noel 2012 (41)
Depois, carros e amigos de Nelson Noel, seguiram pelo Águas Claras até o Carlinhos da Carbrás. Durante a caminhada, Nelson Noel, emocionado pela energia transmitida por todos que o recebiam em suas casas, na rua e em todos os lugares, públicos e privados, por onde passava, desceu do carro de onde acenava a todos e se juntou às crianças na rua.
Assim durante mais um ano o Natal Solidário de Nelson Noel e dezenas de voluntários encheu de vida a não-cidade de Manaus, e mesmo que durante todos outros dias do ano a este local geográfico sofra com seus governantes , que manipulam os eleitores e a não-cidade, na véspera de natal a cidade é contagiada com uma festa de encontros transformadores e comunitários, e que neste dia aqueles não tem força nenhuma, e Manaus consegue se aproximar de uma real vivência de uma cidade.
Anúncios

Afinado Nelson (Noel) inaugura Degust Gula, a grande novidade culinária de Manaus

Agosto 10, 2012

O afinado Nelson e sua companheira Vitória , que promovem todos os anos o natal solidário do Nelson Noel, trazem uma grande novidade para todas as horas, ainda mais para quando rolar aquela broca que te impede de continuar seu fluxo como potência produtiva.

Trata-se da lanchonete e restaurante Degust Gula que esta trazendo uma variedade de opções para lanches e refeições conforme explicou Nelson em conversa com nosso bloguinho:

Na verdade podemos dizer que este mix de alimentação não é só uma sorveteria, uma pasteleria… Ela é tudo isto: sorveteria, pastelaria, comida oriental (no caso somente yakisoba), pizzas, tacacá, sanduiches comuns, sanduiches comuns, sanduiches especiais, empadas, tortas doces e mais. Aqui próximo tem tudo isto mas não centralizado em uma casa só. Todo alimento que vendemos é com ingredientes frescos da melhor qualidade e todos são manufaturado aqui. O sorvete e o yakisoba sou eu que faço. As tortas, tacacá e salgados é a Vitória que faz. Pizza e pastel são profissionais que fazem.

E como Nelson é conhecido em toda Manaus e mundialmente por seu sorvete, inclusive por ter feito o maior picole do mundo como registramos no último Nelson Noel, o bom e velho gelado não poderia faltar neste empreendimento. E Nelson contou um pouco desta história com sorvete

Eu montei uma sorveteria há mais de 15 anos atrás, a Beijo Frio, localizada na Avenida Getúlio Vargas quando iniciou e teve continuidade na Avenida Djalma Batista e que depois acabou. Este é o mesmo sorvete artesanal daquela época, acrescida algumas novidades que não tinha. Naquela época quem fazia o sorvete era eu, e sou eu quem continua fazendo.

E como não poderia faltar a equipe da Afin prestigiou a inauguração do novo negócio do afinado Nelson, e como trabalhar é algo cansativo, nossa equipe provou dos diversos pratos e constatou o bom gosto que faz da comida artesanal do Degust Gula um grande sucesso.

Ficou afin de conheccer a pastelaria, pizzaria, sorveteria, doceria, salgaderia, tacacaria, sanduicheria e restaurante oriental Degust gula? É um espaço bem localizado e fácil de achar.   Localizado na rua ao lado do DB Cidade Nova (que fica na Av. Noel Nuteles), em frente a Peixaria Bom Gosto. Anota o endereço: Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5.

A Afin e os companheiros Nelson e Vitória esperamos sua visita.

Tragos, Amor

Maio 10, 2010

para Noelson e Heréndira

É uma picada de aranha
Então me arranha, faz favor!

Se deitar com um tigre
Que não conhece domador

Uma ferrada de abelha
A quem quer lamber seu mel

Na veia um sangue negro
Veneno da cascavel

Levando teu olho esquerdo
Uma águia voa no céu

Uma nevasca no Alasca
Tanto raio, tanto trovão

O ardor que destroi o ser
É a larva do vulcão

Uma palhinha de arroz
No olho do furacão

Ser tragado pelo chão
Tremor de terra, terramoto

Viver assim até o último naufrágio
Na crista do maremoto…

Belém! Belém! Belém! Belém!
Não tô de bem! Não tô de bem! Não tô.
Belém! Belém! Belém! Belém!
Não tô de mal! Não tô de mal! Não tô, viu?

Juraildes da Cruz e Esquizo Poietai

A ÉTICA DO PAPAI-NOELSON

Dezembro 26, 2009

A ÉTICA DO PAPAI-NOELSON

Papai-Noelson – o Nelson – é daqueles caras que um dia, como comerciante, diz: “Se não é para dividir, não há porque sorrir”. Sim, o Papai-Noelson sabe que a vida é uma festa e que a privação é produção do homem, como diz Marx, e que a privação não é uma condição da filosofia, como enuncia o filósofo Toni Negri. Papai-Noelson, com seu sorvete para as crianças pelos Natais, é filósofo como Marx e Toni Negri.

Papai-Noelson, filosofante, salta pelos sorvetes e picolés “natalizados”, escrevendo pelas ruas de Manaus que no capitalismo quanto mais se multiplica diminui o amor (Belchior), e impossibilita o homem de andar, com tanto peso do lucro para carregar. E não há infelicidade maior para um capitalista do que não poder carregar suas fantasias lucrativas.

Mas a questão é que há uma perversa condição dessa dor capitalista, é que ele interfere nos movimentos dos fluxos econômico e social de uma sociedade, causando sofrimento em grande parte dessa sociedade. Uma moral que não fica só no capitalista infelicitado por suas multiplicações, mas toca também no conjunto social.

O Papai-Noelson escapou duas vezes de ser capturado por essa infelicidade. Uma, porque não conseguiu multiplicar seu lucro. Pelo contrário, para sair esse ano com seus sorvetes e picolés distributivos, teve que contar com auxílio de alguns comunitários. Duas, porque sacou o que move a alegria do existir ontologicamente: a solidariedade sem compaixão e sem culpa. Uma espécie de descarga de consciência maldosa, como fazem muitos. Inclusive governos. E sua práxis é totalmente contrária a essa consciência maldosa.

O Papai-Noelson quer a festa! Mas a festa do comer filosofante! E nisso as crianças são filosofantes, e ele entende!