Archive for the ‘TV Brasil’ Category

TV BRASIL, A ÚNICA EMISSORA DE TELEVISÃO COM PROGRAMAÇÃO ÉTICA, GANHA PRÊMIO

Novembro 28, 2014

pajeu

A TV Brasil é uma emissora de televisão que os telespectadores da TV Globo e congêneres fogem dela como um capitalista foge da impossibilidade do lucro máximo, porque estes telespectadores são grandemente masoquistas em consequência de suas baixas autoestimas afetivas e cognitivas. Por isso, cultuam a perversão da programação dessas redes comerciais abertas e fechadas.

Já a TV Brasil, além de apresentar uma rede de programação quase que totalmente brasileira, tem um compromisso humano com os afetos e as cognições de seus espectadores movidos pelo princípio ético. Seus programas mostram o quanto essa televisão-pública respeita os sentidos e as inteligências deles. Sejam programas musicais, reportagens ou jornais todos seguem os princípios do desenvolvimento humano.

Embora seja uma emissora de TV engajada nesses princípios e não trabalhe objetivando recompensa, a não ser satisfazer seu público, entretanto ocorre de uma instituição resolver premiá-la pela importância e qualidade de sua produção. Foi o que ocorreu com a reportagem Terra da Poesia, do programa Caminhos da Reportagem que recebeu o prêmio na categoria Reportagem Cultural do Prêmio Imprensa Embratel/Claro. Um prêmio saído das 1.555 reportagens selecionadas entre todas as categorias.

A reportagem Terra da Poesia foi uma criação da repórter Carina Dourado que junto com equipe do programa Caminhos da Reportagem foi até o Vale do Pajeú, no sertão de Pernambuco, onde predomina a riqueza poética da região, apesar do sofrimento imposto pela seca. A equipe foi até em São José do Egito, local tido como a alma da poesia, onde os poetas se reúnem embaixo dos galhos de um umbu para recitar e cantar. Depois seguiu até Carnaíba, onde em cada esquina tem um maestro, porque a arte é criada por meio dos instrumentos musicais. .

“A ideia do programa justamente era tentar entender o porquê de aquela região ser um lugar de tanta valorização da poesia, que parece perder espaço na cultura brasileira. Lá é o contrário. A tradição tem mais de um século. É ensinada na escola, os homens têm prazer de fazer poesia. E não é qualquer poesia, é uma poesia com métrica, com rima.

É difícil explicar o motivo dessa permanência, mas a gente chegou à conclusão de que se trata da valorização de algo regional. De algo que é deles. Está relacionada ao fato de assumir aquela identidade e valorizar a própria cultura”, analisou Carina Dourado.

Participantes da equipe que foi premiada.

Marieta Cazarré e Paulo Eduardo Barbosa: Editores de textos.

Fábio Lima: Edição de imagens e finalização.

Débora Brito e Beatriz Abreu: Produção.

Osvaldo Alves: Repórter cinematográfico.

Lion Arthur: Auxiliar técnico.

Dinho Rodrigues, Antônio Trindade e Carlos Almeida Aguiar: Arte. 

No mundo tecnológico da comunicação de massa, o controle remoto da televisão é o signo-linguístico mais democrático, porque mostra que o telespectador pode exercer seu direito de opinião. Faça uso do controle-remoto. Evite a alienação imposta pela TV Globo e congêneres.

Anúncios

A TV BRASIL INICIOU ONTEM A APRESENTAÇÃO DA NOVELA ANGOLANA, “WINDECK – TODOS OS TONS DE ANGOLA”

Novembro 11, 2014

936225-novela_angolana_dsc_7910

O melhor, mais ético e comprometido canal de televisão com o espectador sensível e racional, a TV Brasil. Iniciou ontem, dia 10, a apresentação da novela angolana Windeck – Todos Os Tons de Angola. A windeck já diz muito da trama da novela. Ela significa uma gíria angolana referente a pessoas arrivistas que fazem de tudo para se dá bem.

Trata-se de uma produção genuinamente africana que conta com atores negros interpretando vários personagens como jornalistas, empresário e modelos. É uma verdadeira expressão da cultura africana. A novela também tem como conteúdo temas importantíssimos e que são atuais em relação à realidade da sociedade como a homofobia, a violência doméstica e as doenças sexualmente transmissíveis.

Antes de contratar a novela, a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), através de seu diretor-geral, Eduardo Castro, realizou conversar e discussão com os membros dos movimentos negros para saber da importância e da necessidade da exibição da produção africana no Brasil. Ele afirmou que os personagens são diferentes dos negros que são apresentados nas novelas brasileiras: carregados de preconceitos.936224-novela_angolana_dsc_7889

“Não é mera exibição de novela, é política pública. Estamos dando espaço para representação negra positiva e para a África se mostrar para os brasileiros da maneira que o brasileiro mais gosta e melhor recepciona a informação.

Negro não é o que vemos nas nossas novelas: serviçal, abridor de portas, jogador de futebol e pagodeiro”, disse Eduardo Castro.

A ministra Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), assistiu o primeiro capítulo e afirmou que a apresentação da novela resultou de uma parceria da Seppir com a EBC como política pública.

“A exibição da novela é fruto de uma parceria da Seppir e da EBC para mostrar que é possível, dentro de um gênero que é tão comum no Brasil, ter protagonistas negros, é algo simples de fazer”, observou a ministra.

A TV Brasil é um canal de televisão aberto que se diferencia totalmente dos outros canais de televisão comercial. Sua grade de programação profundamente respeitosa nos impulsiona a ver e entender como são indigentes as grades de programação da TV Globo, SBT, Bandeirantes, Rede Vida e outras congêneres. Seu jornal de notícias escracha a ofensa ao telespectador um apresentador como Bonner Simpson. Programa  programação musical com música clássica, rock, pank, funk, samba, sertanejo original e sua programação cinematográfica, causa contentamento afetivo e cognitivo. Nada de embrutecimento encontrado nos canais mantidos pelos alienados.

Produções de cineasta Walter Tournier são expostas em SP

Julho 5, 2013

Começa em São Paulo o festival Iberoamericano de produção audiovisual para crianças

Junho 5, 2013

Festival Comkids